Gazeta de Alagoas
Pesquise na Gazeta
Maceió,
Nº 0
Cidades

TRÊS BAIRROS CONCENTRAM CASOS E MORTES POR COVID EM MACEIÓ

Benedito Bentes, Cidade Universitária e Jacintinho somam 13,7 mil infectados e quase 400 óbitos

Por regina carvalho | Edição do dia 14/04/2021

Matéria atualizada em 13/04/2021 às 22h42

Maceió, 28 de dezembro de 2020
Aglomeração no bairro do Benedito Bentes, parte alta de Maceió. Alagoas - Brasil.
Foto:@Ailton Cruz
Maceió, 28 de dezembro de 2020 Aglomeração no bairro do Benedito Bentes, parte alta de Maceió. Alagoas - Brasil. Foto:@Ailton Cruz | @Ailton Cruz

Dados do painel de informações interativas sobre a pandemia da Secretaria de Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag) apontam que três bairros de Maceió estão entre os que registraram mais casos confirmados de Covid e mortes na capital: Benedito Bentes, Cidade Universitária e Jacintinho. Eles têm, juntos, 13,7 mil infectados e quase 400 óbitos.

Dos cinquenta bairros de Maceió - Benedito Bentes, Jacintinho e Cidade Universitária - ocupam as três primeiras colocações, revezando-se entre maior número de doentes e mortes provocadas pelo coronavírus. As três localidades representam 22,4% do total de mortes na capital e 21,3% das notificações por Covid em Maceió. Já os bairros Santo Amaro, Pescaria e Mutange aparecem como os que têm menos casos, respectivamente, 99; 79 e 39 infectados. Pescaria, por exemplo, não registrou nenhum óbito até agora, assim como Garça Torta. Próximos de 5 mil infectados pelo coronavírus, cada, Benedito Bentes, Jacintinho e Cidade Universitária aparecem em destaque no mapa que divide as áreas mais críticas no painel da Seplag. Maceió se aproxima de 1,8 mil mortes por Covid, tem mais de 64 mil notificações da doença e 4,5 mil casos em investigação. Ponta Verde e Jatiúca ultrapassaram o Tabuleiro do Martins, que já esteve entre os que tinham mais mortes. Os dois bairros da parte baixa da cidade registram quase 200 mortes, enquanto que a localidade que fica na parte alta da cidade chegou a 94.

EM ARAPIRACA

Os dados do painel apontam, ainda, que a zona rural de Arapiraca tem mais óbitos por Covid, são quase 50. Enquanto que Brasília e Primavera - duas localidades com mais ocorrências - têm 24 mortes cada. O município do Agreste ultrapassou esta semana 300 vítimas que não resistiram à doença.

Mais matérias desta edição