Gazeta de Alagoas
Pesquise na Gazeta
Maceió,
Nº 0
Tempo

NÚMERO DE AFETADOS PELAS CHUVAS PASSA DOS 1,8 MIL EM ALAGOAS

De acordo com boletim da Defesa Civil Estadual divulgado nesta sexta, já são 2.024 alagoanos desalojados e outros 1.789 desabrigados

Por Jamylle Bezerra | Edição do dia 28/05/2022

Matéria atualizada em 28/05/2022 às 02h51

Previsão para este fim de semana é de instabilidade no sábado e chuvas fortes no domingo
Previsão para este fim de semana é de instabilidade no sábado e chuvas fortes no domingo | Agência Alagoas

Subiu para 3.813 o número de desabrigados e desalojas em decorrência das chuvas que caíram em Alagoas, nos últimos Dias. De acordo com boletim da Defesa Civil Estadual divulgado nesta sexta-feira (27), já são 2.024 alagoanos desalojados e outros 1.789 desabrigados. De acordo com o documento, o maior número de pessoas afetadas pelas chuvas foi registrado em São Miguel dos Campos, com 957 casos. Em seguida aparecem Maceió (574), Rio Largo (297), Feliz Deserto (272), Coruripe (261) e São Miguel dos Milagres (248). Ao todo, 33 municípios foram afetados pelas chuvas, o que fez o governo de Alagoas decretar situação de emergência dessas cidades. Apesar da trégua nas chuvas, o monitoramento hidrometerológico da Sala de Alerta da Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) informa que os níveis dos rios Mundaú e Paraíba permanecem elevados, impactando nas lagoas Mundaú e Manguaba, mantendo os riscos de transbordamento durante esta sexta-feira (27). O volume de águas das lagoas deve permanecer em elevação, agravando ainda mais a situação dessas áreas, no decorrer dos próximos dias. O Rio Jacuípe permanece acima de sua cota de transbordamento, com elevação gradual. A cota de alerta para cheia é de 530 cm, e às 9h desta sexta-feira, a cota apresentou 560 cm, com tendência de elevação. O Rio São Miguel segue elevado, com pontos de transbordamento, porém com tendência de diminuição de sua cota nas próximas horas. Os rios Santo Antônio, Camaragibe e Manguaba também seguem elevados, porém com tendência de diminuição de suas respectivas cotas.


PREVISÃO

Apesar da trégua nas fortes chuvas que caem no estado desde a noite da última terça-feira (24), a previsão climática para o fim de semana não é muito animadora. Isso porque o tempo deve permanecer instável neste sábado (28) e bastante chuvoso no domingo (29), de acordo com informações da Sala de Alerta da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh). Segundo o meteorologista Henrique Mendonça, o sábado deve apresentar um tempo mais instável, com chuvas intercaladas com tempo seco ao longo do dia. No período da noite, no entanto, fortes chuvas devem voltar a cair em todas as regiões do estado, se intensificando ainda mais no domingo, que deve ser um dia bastante chuvoso. “Amanhã [sábado], chove e um pouco durante o dia e a tendência é que aumente mais à noite, continuando no domingo, que deve ser um dia todo de chuva”, destacou o meteorologista. Ele ressaltou que as equipes continuam em alerta, observando qualquer mudança na previsão para o estado e atenta, principalmente, para os problemas que podem ocorrer a partir de agora, quando o solo já está bastante encharcado e qualquer chuva pode fazer a diferença. Nos últimos dias, ao menos 33 municípios alagoanos sofreram os efeitos do temporal. A previsão de chuvas para todo o mês, no litoral do estado, era de 260 mm. Segundo Henrique, no entanto, somente nesta semana já choveu uma média de 460 mm, quase 80% a mais do que o previsto para maio de 2022.

Por causa dos danos e prejuízos registrados até o momento e que afetaram diretamente mais de 3 mil pessoas em Alagoas, entre desabrigados e desalojados, o Governo do Estado decretou situação de emergência em 33 municípios. Alguns deles, diante de todos os problemas, já cancelaram as festas que estavam para acontecer no mês de junho.

Mais matérias desta edição