Gazeta de Alagoas
Pesquise na Gazeta
Maceió,
Nº 5653
Cidades

PILAR INVESTE EM TURISMO RELIGIOSO E ERGUE O MAIOR CRISTO DO MUNDO

De braços abertos, em postura similar ao símbolo do Rio de Janeiro, imagem terá 72 metros

Por Marcos Rodrigues | Edição do dia 03/02/2024

Matéria atualizada em 03/02/2024 às 04h00

O turismo religioso brasileiro, modalidade que fomenta o comércio com o aumento de visitantes em muitos municípios, terá reforço no roteiro com os investimentos que Pilar, na região Metropolitana de Maceió, está fazendo. Em no máximo dois anos, o município espera conquistar o título da cidade que possui a maior imagem de Cristo do mundo. De braços abertos, em postura similar ao símbolo do Rio de Janeiro, ela está sendo construída pelo artista cearense Markus Moura e terá o dobro do tamanho da carioca, com 72 metros da base à cabeça.

A ousadia arquitetônica já teve início com a construção da base onde a estátua será fincada. A cabeça de dez metros de altura está sendo montada com cuidado. As mãos também já ganham forma no entorno de onde será erguido o atrativo. O corpo de Cristo será construído e montado por partes, assim como todo o restante da imagem. A estrutura de ferro que irá sustentá-la também já está pronta.

Toda a produção é acompanhada pela Secretaria Municipal de Turismo e Eventos, que ressalta: no ranking mundial, atualmente, a maior estátua de Cristo fica na Polônia, o Cristo Rei, com 52 metros de altura. Ela foi inaugurada em 2010 e pesa 440 toneladas.

“Estamos investindo em turismo religioso para criarmos a possibilidade de movimento de visitantes o ano inteiro. Acreditamos que nosso Cristo terá visibilidade em todo o país e até no mundo inteiro por conta de sua dimensão”, disse a secretária Nidia Daniela Santos.

O investimento é alto. São R$ 12 milhões com recursos próprios do município. O valor contempla a obra e o beneficiamento do entorno da estátua para atrair investidores da área de serviços. O principal objetivo é que, junto com a visitação, ocorram romarias, aquecendo a economia com a arrecadação de impostos. A cidade trabalha com uma média futura no aumento do fluxo de pessoas entre 3 mil e 5 mil fiéis.

O projeto inclui a construção de pousadas, lojas, área de gastronomia e uma trilha que una o Cristo a outros símbolos religiosos como a via sacra e suas 15 estações.

O mais imponente dos monumentos, até o momento, a estátua de Nossa Senhora do Pilar figura como a maior atração. Colorida e bem conservada, é um ponto de visitação imprescindível para quem vai a Pilar.

As imagens ficam no alto do Santo Cruzeiro, local histórico de visitação. A adoração ocorre desde o início do século 20, quando os fiéis já se reuniam em oração. A tradição mantém-se até hoje, com a realização de missas que reúnem centenas de pessoas.

Quando ficar pronta, a imagem do Cristo será vista de vários pontos da cidade e até mesmo de fora do Pilar.

A turismóloga Priscila Pereira destaca que uma particularidade do município é que ali está o “braço” do Rio Paraíba do Norte, que não “morre” ao desaguar na lagoa. “Queremos reunir num mesmo lugar adoração, história e apreciação do meio ambiente”, explicou.

A gastronomia do município e o artesanato já têm espaço no local. É lá que a artesã Márcia Andreia vende a mística imagem da cabeça do bagre branco. Em seu interior, depois de um intenso trabalho de limpeza do peixe, há dois ossos cruzados no formato idêntico de uma cruz que, em alguns ângulos, até parece ter o próprio cristo crucificado.

“Esse é um dos artesanatos que as pessoas ficam encantadas quando veem e sabem da história. Temos o maior prazer em receber as pessoas”, disse Márcia.

O Santo Cruzeiro e o Complexo Cultural Religioso Dilma Moreira Canuto é aberto todos os dias à visitação pública. Segundo a prefeitura, equipes da Secretaria Municipal de Turismo acompanham as visitas de terça a domingo, das 8h às 18 horas.

AVENTURA

Situado no alto da cidade, a visitação ao parque religioso pode terminar com uma aventura: retornar em um teleférico e ainda contemplar parte da vegetação secundária da Mata Atlântica. Com previsão de entrega para o final do ano, ele vai colocar o visitante em contato com a orla da cidade.

Outra aventura para quem visita o Pilar é entrar no avião modelo Brasília, este localizado na entrada da cidade. Apontando também para a lagoa e a Mata Atlântica, ele proporciona ao visitante a experiência de entrar nele.

Mais matérias desta edição