Gazeta de Alagoas
Pesquise na Gazeta
Maceió,
Nº 0
Pobreza

MAIS DE 3 MIL FAMÍLIAS DEIXAM DE RECEBER AUXÍLIO NO ESTADO

.

Por Jamylle Bezerra | Edição do dia 25/11/2021

Matéria atualizada em 24/11/2021 às 21h24

Mais de 3 mil famílias alagoanas em situação de miséria que receberam o Bolsa Família no último mês de outubro deixaram de ser beneficiadas pelo Auxílio Brasil neste mês de novembro, primeiro mês de execução do novo programa federal. Os dados foram divulgados nessa quarta-feira (24) pelo UOL. Em todo o país, quase 150 mil famílias, que vinham sendo beneficiadas, deixaram de receber o aporte financeiro este mês. De acordo com os dados, em Alagoas, 415.817 famílias foram beneficiadas por auxílio federal em outubro. Em novembro, esse número caiu para 412.757. Uma diferença de 3.060 famílias e uma queda de 0,07% no quantitativo de beneficiárias. No Nordeste, essa redução foi a segunda menor, ficando atrás apenas de Sergipe (-0,06%). Em todo o país, percentualmente, o estado do Paraná foi o que teve a maior redução (-2,2%), saindo de 411.359 para 402.441 famílias beneficiadas. Um total de 8.918 desassistidas atualmente. Em números absolutos, o estado de São Paulo foi o que assistiu à maior redução do número de famílias atendidas pelo programa social, com 23,6 mil delas fora da lista de beneficiárias. Somente o Distrito Federal apresentou um aumento no número de famílias em situação de miséria recebendo o benefício (saiu de 90.980 para 91.103) neste mês de novembro, um aumento de 0,1%. Em todas as unidades da federação, um total de 14.654.783 havia recebido o Bolsa Família em outubro. Em novembro, esse número foi de 14.506.294, o que representa uma redução de 148.489 famílias ou de -1,0%. À reportagem do UOL, o Ministério da Cidadania disse que houve uma transferência automática dos beneficiados de um mês para o outro. “Em novembro foram migradas automaticamente as famílias do Bolsa Família que estavam na folha de pagamento de outubro, com exceção daquelas em que foi verificado, em qualquer momento do mês de outubro, o descumprimento das regras de gestão de benefícios do Programa Bolsa Família”, diz nota.

Mais matérias desta edição