Gazeta de Alagoas
Pesquise na Gazeta
Maceió,
Nº 0
Serviços

MAIORIA DOS ESTADOS TEM EXPANSÃO NO MÊS

.

Por Hebert Borges | Edição do dia 14/01/2022

Matéria atualizada em 13/01/2022 às 19h25

Em novembro de 2021, o índice de atividades turísticas cresceu 4,2% ante outubro, diz IBGE
Em novembro de 2021, o índice de atividades turísticas cresceu 4,2% ante outubro, diz IBGE | @Ailton Cruz

Regionalmente, a maior parte (18) das 27 unidades da federação teve expansão no volume de serviços em novembro de 2021, na comparação com o mês imediatamente anterior, acompanhando o avanço (2,4%) observado no Brasil. Entre os locais com taxas positivas, o impacto mais importante veio de São Paulo (4,0%), seguido por Rio de Janeiro (1,6%), Santa Catarina (3,7%) e Paraná (2,1%). Em contrapartida, o Mato Grosso do Sul (-4,0%) registrou a principal retração em termos regionais. Frente a novembro de 2020, o avanço do volume de serviços no Brasil (10,0%) foi acompanhado por 24 das 27 unidades da federação. A principal contribuição positiva ficou com São Paulo (11,9%), seguido por Rio de Janeiro (6,1%), Minas Gerais (7,7%), Paraná (10,7%), Rio Grande do Sul (9,7%) e Distrito Federal (15,9%). Os únicos resultados negativos do mês foram da Bahia (-0,3%), Piauí (-0,3%) e Acre (-0,5%).

No acumulado do ano, (10,9%), todas as 27 unidades da federação mostraram expansão. O principal impacto positivo ocorreu em São Paulo (11,3%), seguido por Rio de Janeiro (7,8%), Minas Gerais (14,3%), Rio Grande do Sul (12,0%) e Santa Catarina (14,9%).

Em novembro de 2021, o índice de atividades turísticas cresceu 4,2% frente a outubro, sétima taxa positiva consecutiva, período em que acumulou um ganho de 57,5%. O segmento de turismo ainda se encontra 16,2% abaixo do patamar de fevereiro de 2020. Regionalmente, oito dos 12 locais pesquisados acompanharam este movimento de expansão.

A contribuição positiva mais relevante ficou com São Paulo (8,0%), seguido por Rio de Janeiro (2,8%), Paraná (6,3%) e Minas Gerais (2,3%). Em sentido oposto, Pernambuco (-1,1%) e Bahia (-0,4%) assinalaram os resultados negativos mais importantes do mês. Na comparação novembro de 2021 / novembro de 2020, o volume de atividades turísticas no Brasil cresceu 25,5%, oitava taxa positiva seguida, sendo impulsionado, principalmente, pelo aumento na receita de empresas que atuam nos ramos de hotéis; transporte aéreo; restaurantes; rodoviário coletivo de passageiros, locação de automóveis, serviços de bufê e agências de viagens. Todas as doze unidades da federação onde o indicador é investigado tiveram avanços, com destaque para São Paulo (19,9%), seguido por Minas Gerais (48,3%), Rio de Janeiro (19,1%), Bahia (44,5%) e Rio Grande do Sul (44,4%).

No acumulado do ano, o agregado especial de atividades turísticas cresceu 21,1%, impulsionado pelos aumentos nas receitas de empresas que pertencem aos ramos de transporte aéreo; hotéis; restaurantes; locação de automóveis e rodoviário coletivo de passageiros. Regionalmente, todos os doze locais investigados também registraram taxas positivas, onde sobressaíram os ganhos vindos de São Paulo (9,4%), seguido por Rio de Janeiro (16,8%), Bahia (49,3%), Minas Gerais (29,6%) e Pernambuco (42,7%).

Mais matérias desta edição