Gazeta de Alagoas
Pesquise na Gazeta
Maceió,
Nº 0
Esportes

Fla promete denunciar torcedor do Inter

Elusmar Maggi Scheffer voltou aos holofotes e será alvo de denúncia criminal por parte dos cariocas

Por GLOBOESPORTE.COM | Edição do dia 23/02/2021

Matéria atualizada em 22/02/2021 às 20h15

Elusmar Maggi prometeu “injetar dinheiro” no São Paulo para tirar ponto do Flamengo, mas voltou atrás
Elusmar Maggi prometeu “injetar dinheiro” no São Paulo para tirar ponto do Flamengo, mas voltou atrás | Reprodução/TVCA

O duelo entre Flamengo e Internacional segue muito além do 2 a 1 da tarde de domingo (21) no Maracanã a favor dos cariocas. Em meio a questionamentos por decisões da arbitragem e comportamento dos dirigentes, o torcedor colorado Elusmar Maggi Scheffer voltou aos holofotes e será alvo de denúncia criminal por parte dos cariocas. Após pagar a multa para que Rodinei entrasse em campo, o empresário prometeu premiação caso o São Paulo tire pontos do Rubro-Negro na última rodada.

Líder da competição, com 71 pontos, o Flamengo fica com o título com uma vitória no Morumbi, quinta (25). Simultaneamente, o Inter recebe o Corinthians, no Beira-Rio, e precisa vencer e torcer por um tropeço do rival para ser campeão. A declaração de Elusmar Maggi de que “injetaria dinheiro no São Paulo” gerou revolta no Rio de Janeiro.

“Estamos oferecendo notícia crime, embora tenhamos plena consciência de que nenhum clube estaria à venda. Isso é palhaçada de quem quer aparecer", disse ao ge o vice geral e jurídico do Flamengo, Rodrigo Dunshee de Abranches.

O dirigente revelou que fará queixa tanto na polícia quanto ao Ministério Público para que o episódio seja investigado. O Flamengo entende ainda que o Internacional tem sido complacente com este tipo de comportamento do torcedor, que fez doação de R$ 1 milhão para que o clube pagasse a multa estipulada para que Rodinei pudesse jogar no domingo.

Após a repercussão negativa, Maggi voltou atrás e disse que não irá "injetar dinheiro" no São Paulo. O mecenas justificou a postura anterior como algo dito no "calor do momento" após a derrota para o Rubro-Negro, no último domingo. Ele é empresário do ramo do agronegócio no Mato Grosso.

Mais matérias desta edição