Gazeta de Alagoas
Pesquise na Gazeta
Maceió,
Nº 0
Esportes

CRB vence o CEO e retoma a liderança do Alagoano: 2 a 1

Galo venceu com gols de Hyuri e Lucão; já o adversário fez o tento com Roger na partida que foi disputada em Olho d'Água das Flores

Por Fernanda Medeiros | Edição do dia 08/04/2021

Matéria atualizada em 07/04/2021 às 22h39

Jogadores do CRB comemoram com Hyuri o primeiro gol do CRB, assinalado por ele
Jogadores do CRB comemoram com Hyuri o primeiro gol do CRB, assinalado por ele | Ailton Cruz

Com um time alternativo, o CRB venceu o CEO, na noite dessa quarta (7), por 2 a 1, e é o líder isolado do Alagoano. Os gols do Galo foram de Hyuri, no 1º tempo, e de Lucão (de pênalti), na 2ª etapa. E o CEO marcou com Roger (de pênalti), também no 2º tempo. O duelo foi válido pela 6ª rodada, no Estádio Edson Matias, em Olho d’Água das Flores.

E com este resultado, o CRB soma 12 pontos, na liderança, enquanto o CEO segue na lanterna (9º), com apenas um ponto somado.

Agora o Galo terá a partida com o Altos, no próximo sábado (10), às 16h, pela última rodada da fase de grupos da Copa do Nordeste, no Rei Pelé. Detalhe: com o empate entre ABC e 4 de Julho, por 2 a 2, em Natal-RN, nessa quarta, o Galo se classificou antecipadamente para o mata-mata do Nordestão. Pelo Alagoano, o time de Roberto Fernandes terá como próximo adversário o CSE, no Trapichão, mas a data e o horário ainda serão definidos. E o CEO encara o ASA, em Olho d’Água, também sem hora e dia definidos.

O time do CRB tinha mais iniciativa de jogo, mas o CEO tentava chegar nos contra-ataques. Só que quem abriu o placar foi o Galo, aos 12 minutos. Hyuri recebeu o passe do campo de defesa e encobriu o goleiro Matheus, fazendo um belo gol: 1 a 0.

Aos 19 minutos houve uma jogada perigosa do CEO. Wesley tentou uma bicicleta na área do CRB, mas levantou demais o pé e o árbitro deu o lance perigoso.

O jogo passava dos 25 minutos e sem muitos lances de perigo dos dois lados. O que se viu foi um festival de cartões amarelos distribuídos para os dois times. muito.

O final da primeira etapa passou a ficar mascado e o CRB apenas deixava o CEO ficar com a bola. O árbitro decretou quatro minutos de acréscimos e a etapa inicial foi encerrada aos 49 minutos, com a vitória do CRB, pelo placar de 1 a 0.

Logo no início do 2º tempo, o CEO tentou, pela primeira vez, ao chegar ao ataque com velocidade, e, na bola pelo alto, Wesley foi predominante, mas não acertou o gol.

O jogo não mudou muito em relação ao 1º tempo. A iniciativa era do CEO, que buscava o empate. Quanto ao Galo, tentava a transição rápida, mas não atacava. Chegando aos 15 minutos, os goleiros não tinham trabalhado na segunda etapa.

De tanto tentar, o CEO chegou ao empate, de pênalti, aos 28 minutos. Roger bateu forte, no meio do gol, e deixou tudo igual: 1 a 1.

Não demorou e aos 34min o Galo teve um pênalti em seu favor. A cobrança se deu aos 36 minutos, com Lucão, que bateu bem, deslocando Matheus, e colocou o CRB de novo na frente: 2 a 1.

árbitro determinou quatro minutos de acréscimos à etapa final e, aos 49 minutos, Denis Ribeiro Serafim encerrou o jogo no Estádio Edson Matias, em Olho d'Água, com a vitória do CRB sobre o CEO, por 2 a 1.

Jogadores do CRB comemoram com Hyuri o primeiro gol do CRB, assinalado por ele

Mais matérias desta edição