Gazeta de Alagoas
Pesquise na Gazeta
Maceió,
Nº 0
Esportes

Após goleadas, CSA ostenta melhor ataque em 4 anos

Em 18 partidas no ano, Azulão marcou 33 gols e sofreu 18, uma média de 1,8 gol por jogo

Por Rafael Reis | Edição do dia 08/04/2021

Matéria atualizada em 07/04/2021 às 22h46

Azulão marcou 16 gols em cinco partidas no Alagoano e detém uma média de, impressionantes, 3,2 gols por jogo
Azulão marcou 16 gols em cinco partidas no Alagoano e detém uma média de, impressionantes, 3,2 gols por jogo | Ailton Cruz

O ataque do CSA vem fazendo o dever de casa neste início de ano. Em 18 partidas no ano, o Azulão marcou 33 gols e sofreu 18, uma média de 1,8 gol por partida. O time se classificou para a segunda fase da Copa do Brasil – algo que não acontecia desde 2018 –, está bem posicionado no Alagoano e briga pela classificação na Copa do Nordeste.

No Estadual, goleadas já viraram rotina para o CSA. Das cinco partidas disputadas até o momento no certame, venceu três e empatou duas. Todas as vitórias foram com placares elásticos. 4 a 1 no Jaciobá e 5 a 0 em cima do CEO e do Coruripe, sendo essas duas últimas no Rei Pelé.

Ao vencer o Hulk nessa terça-feira (6), o CSA atingiu uma marca importante. Com 16 gols na competição e o melhor ataque até o momento, o Azulão tem seu melhor desempenho ofensivo na primeira fase da competição desde 2017, quando marcou 20 gols. Em 2018, marcou os mesmos 16 em oito jogos. Já em 2019 e 2020, marcou 10 gols em cada. Em 2021, o CSA ainda terá mais três jogos pela fase inicial da competição.

Já pela Copa do Nordeste, o time marujo igualou as campanhas de 2019 e 2014 com 10 gols. Porém, o CSA pode aumentar esse número, quando enfrentará o Sampaio Corrêa pela última rodada.

Após golear o Coruripe pelo Alagoano, a equipe de Mozart volta suas atenções para a decisão na Copa do Nordeste. No próximo sábado (10), o CSA viaja até São Luís, no Maranhão, para enfrentar o Sampaio Corrêa pela última rodada da fase de grupos. O Azulão precisa vencer para se classificar para as quartas de final da competição. O jogo será às 16h, no Estádio Castelão.

Pelo Alagoano, o time marujo só entrará em campo novamente no dia 20, quando visitará o Desportivo Aliança no Estádio da UFAL. Azulinos e tricolores, junto ao CRB, protagonizam luta pela liderança.

REFORÇO NA DEFESA

Na noite dessa terça-feira (6), o CSA anunciou mais um reforço para o restante da temporada. Trata-se do zagueiro Matheus Felipe, de 22 anos. O defensor é a 15ª contratação do clube azulino em 2021.

Matheus estava atuando pelo Juventus-SC, mas defendeu, na maior parte de sua carreira, o Mirassol. Pelo Juventus, atuou em 13 partidas entre 2020 e 2021. O jogador já está em Maceió e treinando com os novos companheiros já nessa quarta (7).

Por conta da lesão sofrida por Fabrício, que teve o tendão rompido e uma lesão muscular contra o ASA, pelo Alagoano, o CSA precisou voltar ao mercado de transferências, em busca de um novo zagueiro. Soma-se, também, a desconfiança da torcida em Rodolfo Filemon, homem de confiança de Mozart.

* Sob supervisão da editoria de Esportes

Mais matérias desta edição