Gazeta de Alagoas
Pesquise na Gazeta
Maceió,
Nº 0
Esportes

ALBERTO VALENTIM TEM 25,9% DE APROVEITAMENTO NO CSA

Técnico ainda não conseguiu engatar uma boa sequência e convive com pressão por conta dos resultados ruins

Por Guilherme Magalhães | Edição do dia 05/08/2022

Matéria atualizada em 04/08/2022 às 19h59

Valentim ainda não conseguiu comandar grandes atuações e soma apenas uma vitória no período de nove partidas
Valentim ainda não conseguiu comandar grandes atuações e soma apenas uma vitória no período de nove partidas | Ailton Cruz

A passagem de Alberto Valentim pelo Azulão do Mutange não vem sendo nada fácil. O técnico chegou ao CSA com a difícil responsabilidade de substituir Mozart, em junho. Entretanto, até agora, o novo treinador não conseguiu cair nas graças do torcedor. Tampouco, contribuiu com bons resultados, tanto que soma apenas um aproveitamento de 25,9% nos nove jogos que fez pelo clube marujo.

Até então, sua passagem resume-se a nove confrontos realizados. São quatro empates, quatro derrotas e apenas um triunfo. Esse que aconteceu no último dia 15 de julho, contra o lanterna Vila Nova, em Goiânia, por 2 a 1. Ao todo, são sete pontos conquistados, enquanto 27 estiveram em disputa. Em termos de comparação, Mozart deixou o CSA com um aproveitamento de 36,1% (contando apenas jogos da Série B 2022).

Outro agravante é que Valentim ainda não conseguiu vencer na condição de mandante. Inclusive, antes da sua chegada, o Azulão não havia perdido nenhum confronto dentro do Trapichão. O tabu foi quebrado no último dia 7 de julho, na derrota para a Ponte Preta, por 1 a 0.

Mesmo com o momento delicado, não há uma sinalização na troca do comando técnico, pelo menos até as próximas rodadas. Contudo, nem tudo é ruim. O próximo adversário do CSA será o Bahia, na Arena Fonte Nova. Apesar de ser um adversário que está no G4 da Segundona, ironicamente, as duas melhores partidas de Valentim comandando o time azulino foram contra equipes que estão no G4. A vitória não veio, mas os empates contra Grêmio e Cruzeiro deixaram uma boa impressão para o futuro.

O grande problema é que o aproveitamento atual é, numa média geral, do mesmo nível de um time rebaixado em um campeonato de pontos corridos. Na Série B de 2021, por exemplo, apenas o lanterna Brasil de Pelotas teve um aproveitamento inferior a 25,9%. Para se livrar do rebaixamento, nesta temporada, o Instituto de Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais calcula 44 e 45 pontos como uma situação confortável.

Para atingir tal pontuação, o Azulão precisa de, no mínimo, 24 pontos nos 17 jogos restantes, ou seja, pelo menos oito vitórias. Ainda vale lembrar que nas primeiras 21 rodadas, a equipe só fez 20 pontos, até aqui. Apesar do início da 22ª rodada, o CSA só pode ganhar uma posição, mas as chances de deixar a zona do rebaixamento ainda são boas.

Para isso, é necessário vencer o Bahia neste sábado (6), fora de casa. Além disso, precisa torcer por um tropeço do Operário Ferroviário, que joga nesta sexta-feira (5), contra o Náutico, no interior paranaense. Caso o time alagoano empate, já não terá chances de deixar o Z4, independentemente do resultado do Fantasma.

* Sob supervisão da editoria de Esportes.

Mais matérias desta edição