Gazeta de Alagoas
Pesquise na Gazeta
Maceió,
Nº 0
FATOS & NOTÍCIAS

Confira os destaques da política alagoana #FN24072021

.

Por FATOS & NOTÍCIAS | Edição do dia 24/07/2021

Matéria atualizada em 23/07/2021 às 21h28

O governador Renan Filho tem dito e repetido frequentemente que o maior parque hospitalar já visto até hoje em Alagoas está sendo construído no seu governo, com cinco já em funcionamento na capital e no interior e outros que serão “entregues em meses ou nos próximos anos”. Deixa claro, com essas declarações, que a conta da manutenção das unidades supramencionadas, como contratação de pessoal especializado e equipamentos, ficará realmente para o próximo governo. Construir obras de concreto como tem feito sistematicamente em todo o estado de Alagoas não quer dizer que a solução foi encontrada.

É preciso apontar meios para que, futuramente, por falta absoluta de condições, o sistema de saúde não entre em colapso total com graves consequências.


SEM SOLUÇÃO

Mesmo anunciando um “parque hospitalar” no Estado, o governo ainda não ofereceu as mínimas condições para dar uma vida nova ao Hospital Geral do Estado, uma péssima referência para a saúde pública de Alagoas. Com leitos superlotados, pacientes jogados pelos corredores e às vezes sem medicações, equipamentos funcionando normalmente e insumos básicos, o HGE é considerado o “monstrinho” do governo e o padecimento de quem precisa dele.


MARKETING POLÍTICO

No entorno do governo no Palácio República dos Palmares, a avaliação é de que o chefe do Executivo joga para a plateia, anunciando obras a cada instantes, sem prever quem vai administrar alguns elefantes brancos que estão sendo construídos.


FALAÇÃO

Anunciar concursos públicos em praticamente todas as áreas carentes durante sete anos de governo somente agora é subestimar a inteligência dos alagoanos, que sabe que as nomeações dificilmente acontecerão até o final de 2022.


INDIFERENTE

Os apelos feitos pela Frente Nacional de Luta em cobrança simbólica realizada em frente ao Palácio República dos Palmares dias atrás parecem não ter sensibilizado as autoridades estaduais, que sabem da situação desconfortável em que vivem milhares de pessoas abandonadas pelas ruas da grande Maceió.


SEM OBJETIVIDADE

Sem uma política definida para amparar os que mais precisam e que se encontram em extrema vulnerabilidade, o governo do Estado parece não saber o que fazer com as centenas de milhões de reais do Fecoep – Fundo de Combate à Pobreza - que repousam em seus cofres, talvez para utilizá-lo como moeda de troca ao se aproximarem as eleições do próximo ano.


AGRAVAMENTO

Caminhando junto à pandemia que provocou uma recessão sem precedentes no País, a exclusão social é um tema que pouco está incomodando o governo do estado, talvez conformado com a concessão de benefícios bancadas através do governo federal. Sem políticas públicas capazes de resolver em parte os problemas dessa população marginalizada, não há como se falar em justiça social.


PARA INVESTIGAR

A pandemia está desacelerando em Alagoas, os hospitais respiram aliviados com a redução de pacientes, mas os respiradores comprados a peso de ouro pelo Consórcio Nordeste nunca chegaram ao Estado.


FRAUDE ANTIGA

Além da invasão de contas bancárias na Caixa Econômica por um bando especializado, cuja operação foi deflagrada ontem pela Polícia Federal, outras investigações também estão em curso. Uma delas é a apropriação indevida de recursos de contas do FGTS de trabalhadores.


» Pessoas ligadas ao prefeito JHC acreditam que uma candidatura ao governo do Estado no próximo ano está literalmente descartada, em face dos compromissos assumidos com a população para colocar Maceió nos trilhos.

» O objetivo do prefeito da capital é realizar uma administração capaz de deixar Maceió viável para os próximos governantes e naturalmente atender aos grandes anseios da população.

» Além de quatro candidatos que deverão disputar as eleições da OAB, a vaga do Quinto Constitucional para o TJ também já é assunto nos bastidores. A advogada Cláudia Lany é considerada como um diferencial num meio predominantemente masculino.

Mais matérias desta edição