Gazeta de Alagoas
Pesquise na Gazeta
Maceió,
Nº 0
FATOS & NOTÍCIAS

Confira os destaques da política alagoana #FN27072021

.

Por FATOS & NOTÍCIAS | Edição do dia 27/07/2021

Matéria atualizada em 26/07/2021 às 21h14

O editorial da Gazeta de Alagoas do último final de semana faz uma avaliação criteriosa do planejamento do governo do Estado quando o assunto é Segurança Pública. Preocupado apenas em armar seus policiais sem prestigiar o que há de fundamental importância para o combate ao crime, ou seja, a informação e a inteligência, o Estado passa longe dos critérios óbvios e técnicos desenvolvido pelos maiores centros do País.

Com um orçamento de R$ 1,2 bilhão por ano destinados à compra de viaturas e de armamentos, mas sem observar que sem inteligência os resultados são pífios como mostram os levantamentos feitos por órgãos oficiais, o Estado bate cabeça e está ainda muito longe de ter resultados satisfatórios no combate ao crime organizado.


CONSEQUÊNCIA

Exatamente por não investir na inteligência e nos recursos humanos numa demonstração de um desmonte supostamente programado da segurança pública, o Estado detém um recorde impressionante de pelo menos 50 mil inquéritos esquecidos e estagnados nas delegacias alagoanas. Uma aberração, considerando-se que falta um planejamento estratégico das autoridades para superar essas dificuldades.


INTIMIDAÇÃO

Há alguns dias, durante a pandemia, a Secretaria de Segurança Pública demonstrou como não se deve agir com intimidação. Nas redes sociais de então, imagens de várias viaturas com policiais fortemente armados fazendo uma varredura na Praia do Francês para, exclusivamente, demonstrar força contra pacatos turistas que por ali apreciavam a beleza do local.


HORA DE PRUDÊNCIA

O número de óbitos pela Covid-19 tem caído nos últimos dias. A Secretaria de Saúde comemora a regressão da pandemia, mas o importante agora é manter a prudência e trabalhar para que a doença se afaste cada vez mais. Com vacinas suficientes encaminhadas pelo governo federal para atender a população de diversas faixas etárias, o objetivo agora é diminuir cada vez mais o número de vítimas.


REDUZINDO

Alagoas, finalmente, está saindo da situação incômoda de mais de 20 mortes por dia. Nas últimas 24 horas, de acordo com boletim expedido pelas autoridades sanitárias, 9 pessoas morreram em consequência da Covid. E a tendência, a continuar bem abastecido de vacinas, é diminuir este número nos próximos dias.


MENDICÂNCIA

Artistas fizeram ontem um protesto na Secretaria de Cultura cobrando investimentos no setor, enquanto o governo do Estado arrota bonança com os cofres cheios de dinheiro. Um contrassenso, se se observar que a cultura é um segmento de vital importância para toda a sociedade alagoana.


PONTE

Um trecho da ponte Divaldo Suruagy, que liga os municípios de Maceió e Marechal Deodoro, na Região Metropolitana da capital, foi interditado ontem pelo DER. Segundo o órgão, o local precisará passar por uma reestruturação de um buraco localizado na cabeceira da ponte. Conforme informações do DER, a erosão foi ocasionada pela incidência de chuvas e que, para reparação, será realizada uma reestruturação com pedras e concreto, com objetivo de vedar a fissura.


COVID

O Brasil registrou, entre domingo e ontem, 18.999 casos confirmados de contaminação pelo novo coronavírus e 587 óbitos causados pela covid-19, segundo dados reunidos pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e divulgados ontem. Desde o início da pandemia até esta segunda-feira, o país acumula 19.707.662 casos confirmados de Covid-19 e 550.502 vítimas da doença. Novos óbitos diários também seguem em queda, com 1.107 registros em média por dia.


» Até a primeira semana de julho de 2021, Maceió registrou um aumento de 6,6% nos casos de dengue - doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti -, se comparado com mesmo período de 2020

» Já os casos de chikungunya e zika apresentaram redução de 24,56% e 36%, respectivamente.

» Desde o início da Campanha de vacinação, 1.738.488 doses de vacinas contra a Covid-19 foram administradas em Alagoas, segundo o último boletim divulgado nesta segunda-feira (26), pela Sesau.

» Deste montante, 1.242.713 pessoas foram imunizadas com a primeira dose e 495.775 já receberam a segunda dose ou dose única. O total dos imunizantes enviados pelo Ministério da Saúde para Alagoas é de 2.239.780.

Mais matérias desta edição