Gazeta de Alagoas
Pesquise na Gazeta
Maceió,
Nº 0
Fatos & Notícias

Confira os destaques da política alagoana #FN22102021

.

Por FATOS & NOTÍCIAS | Edição do dia 22/10/2021

Matéria atualizada em 21/10/2021 às 22h33

Com um legado negativo impressionante na área da Saúde, o governo ainda não encontrou uma solução para resolver todos os problemas que diz foram causados pela pandemia, ao tempo em que milhares de pessoas sofrem nas filas através de procedimentos médicos inadiáveis.

Pelos levantamentos feitos até agora, ao menos 700 mil exames estão pendentes, 27 mil cirurgias eletivas que não têm como serem realizadas e o governo encara a situação como se a pandemia tivesse definitivamente acabado.

A falta de uma política pública de planejamento, mostra que somente a inauguração de alguns hospitais públicos na capital e no interior não resolve a situação da saúde dos alagoanos, que se amontoam em filas sem perspectivas de realizarem exames e cirurgias.


PRIVILEGIADOS

Com pouquíssimos servidores concursados, o Estado aproveita o embalo de um ano pré-eleitoral e afunda o pé na contratação de amigos do poder pelas Oscips, conta que deverá ser paga para quem assumir o governo provavelmente no próximo ano.


INDIFERENÇA

O deputado Davi Maia (DEM) tem insistido para que o Estado formalize sua retirada do Consórcio Nordeste, mas, ao que parece, não existe nenhum interesse por parte do governo para que isso aconteça, mesmo que tenha sido lesado em pelo menos R$ 5 milhões na compra dos respiradores, produtos que nunca chegaram a Alagoas.


GRAVES INDÍCIOS

Pelas colocações do deputado do DEM, isso cheira que existem fortes indícios da atuação de uma organização criminosa, o que dá a entender que o Estado de Alagoas também está envolvido até prova em contrário. Essas acusações têm envolvido interessados em todas as áreas, principalmente de empresários, servidores públicos e atravessadores.


DANO FINANCEIRO

Embora a CPI realizada no Rio Grande do Norte tenha tentado se aprofundar no assunto, ficou claro, durante todo o tempo de investigação, que o Consórcio Nordeste se tornou um caso de polícia e “um símbolo de corrupção na pandemia”, revela Davi Maia.


TUDO PARA ALIADOS

Mesmo se tratando de dinheiro público, o governo tem, ao longo dos tempos, beneficiados prefeituras que rezam na cartilha do chefe maior, em detrimento a quem não segue as orientações políticas do Palácio República dos Palmares. É o que vem acontecendo com o derrame de obras no interior, ou seja, somente para quem esteja aliado à política tupiniquim.


PREJUDICADO

Mesmo que tenha prometido inaugurar o Centro de Inovação do Polo de Tecnologia de Jaraguá pra o final deste mês, o Estado pode perder recursos na ordem de R$ 500 mil por não ter ainda cumprido os trâmites legais para o aporte do dinheiro advindo de emendas parlamentares. Com os cofres cheios, parece não estar preocupado com mais uma ajuda substancial para o desenvolvimento do novo empreendimento.


SEGUNDO PLANO

Enquanto anuncia uma nova política salarial para os professores do estado, que deverá ficar para o próximo governo pagar, o governo dá as costas para os servidores lotados no Departamento de Trânsito. E não é de agora que os trabalhadores pedem ao governo que reveja a política salarial. Com a greve, milhares de pessoas ficam prejudicados.


VENTOS

A Defesa Civil municipal alertou a população de Maceió para a previsão de ocorrência de ventos fortes, com possibilidade de rajadas que podem atingir velocidades de até 50 km/h nesta sexta-feira (22).


» Dados do Ministério da Saúde divulgados nesta quinta-feira (21) apontam que mais de 20 milhões de pessoas ainda não voltaram ao posto de vacinação para completar o esquema vacinal contra a covid-19 em todo o Brasil.

» Se todos tivessem cumprido o prazo, o Brasil teria mais de 80% do público-alvo (12 anos ou mais) completamente vacinado.

» Até o momento, o MS enviou aos estadosmais de 320 milhões de doses de vacina contra a Covid-19. Ao todo, 151,9 milhões de pessoas receberam a primeira dose.

» A Casal segue realizando reparos na adutora rompida na APA do Catolé. Com isso, os 11 bairros afetados pela manutenção continuam sem abastecimento.

Mais matérias desta edição