Gazeta de Alagoas
Pesquise na Gazeta
Maceió,
Nº 0
Fatos & Notícias

CONFIRA OS DESTAQUES DA POLÍTICA ALAGOANA #FN21052022

.

Por FATOS & NOTÍCIAS | Edição do dia 21/05/2022

Matéria atualizada em 21/05/2022 às 02h25

Casa arrumada, auxiliares já nomeados e destacados para a missão, o governador Paulo Dantas vai correr contra o tempo para demonstrar a toda a sociedade alagoana as prioridades de sua administração com projetos modestos, mas diretamente voltados para os que mais precisam.

A orientação no Palácio República dos Palmares é colocar em prática o que foi projetado para os próximos meses, dando ênfase especial aos programas sociais que nunca foram bem executados por quem administrou o estado por mais de sete anos e proteger as camadas sociais que vivem à margem da sociedade.


RETOMANDO OBRAS

As obras paradas feitas às pressas e inacabadas também terão prioridade no atual governo, a exemplo da duplicação das rodovias Arapiraca-São Sebastião, cujo canteiro estava parado havia algum tempo, e a Al 101 Norte, que até agora não passou do Distrito de Guaxuma e que ninguém sabe quando chegará à Barra de Santo Antônio, como estava programado.


MANUTENÇÃO

Outro desafio do governador Paulo Dantas, que conhece profundamente os problemas que herdou, é a manutenção dos hospitais inaugurados a toque de caixa, que precisam de pessoal especializado, equipamentos modernos e medicamentos para atender toda a população em vários municípios alagoanos, inclusive Maceió.


SEM DIÁLOGO

Cargo comissionado é de livre nomeação e exoneração. Todo mundo sabe disso, mas, na administração pública, apesar dos acordos políticos, há um entendimento pacífico de que, na troca de comandos e chefias, preservam-se, ao menos, as mulheres que estão de licença-maternidade. A exoneração de duas grávidas da Semarh, publicadas no Diário Oficia desta sexta-feira (20), provocou a revolta dentro da pasta. Esperava-se um pouco mais de diálogo e bom senso dos gestores que assumiram a secretaria.


MÁQUINA DEFICIENTE

A falta d´água em todas as regiões do estado de Alagoas, atribuída ao trabalho deficiente da BRK Ambiental, será um dos problemas que a equipe do governo Paulo Dantas deverá enfrentar de saída, para não aumentar o desgaste da administração pública.


PROTESTOS

Os diversos protestos da população sobre a falta d´água tem tirado sono das autoridades governamentais. Não se sabe qual a mágica que será encontrada pela BRK para solucionar o grave problema que aflige a população.


DE OLHO

Municípios que não fizeram o dever de casa durante a pandemia e agora fazem contratações milionárias com bandas e artistas para o São João podem ser alvos de investigação por parte do Ministério Público, que está de olho em quem não cumpriu fielmente a missão que lhes foram confiadas.


LADEIRA ABAIXO

Antes tido como uma promessa política com o apoio do ex que governou Alagoas por mais de sete anos, Rafael Brito saiu de um potencial candidatura de vice-governador para a escuridão política. Nem candidato a vice-governador, nem tampouco a deputado estadual, cuja eleição para a Assembleia Legislativa já estava devidamente congestionada.


ERRAMOS

Diferentemente do que foi informado na chamada de capa da edição dessa sexta-feira,na matéria sobre a decisão do Supremo Tribunal Federal em relação aos recursos da outorga dos serviços de saneamento da região metropolitana de Maceió, o governo anterior havia recebido R$ 1 bilhão pela concessão, e não R$ 1 milhão como consta no texto. Pedimos desculpas aos leitores.

» O MDB, em Alagoas, com a provável candidatura da senadora Simone Tebet à presidência da República, deverá ter seu palanque esvaziado no Estado, por que a família Calheiros é declaradamente eleitora da candidatura do ex-presidente Lula » Por onde começar? Essa é a principal dúvida da equipe do governador Paulo Dantas ao se deparar com dezenas de obras paralisadas deixadas pelo seu antecessor que passou sete anos no governo. » A Associação dos Oficiais Militares de Alagoas (Assomal) emitiu, na sexta-feira (20), uma nota de repúdio após entidades se posicionarem contra a nomeação do Coronel Walter do Valle como novo comandante do Policiamento da Capital.

Mais matérias desta edição