Gazeta de Alagoas
Pesquise na Gazeta
Maceió,
Nº 0
Imobiliário

Indústria alagoana doa 2.200 protetores faciais

.

Por Redação | Edição do dia 23/05/2020

Matéria atualizada em 22/05/2020 às 19h17

Protetores vão ajudar profissionais de saúde que estão atuando na linha de frente no combate à Covid-19
Protetores vão ajudar profissionais de saúde que estão atuando na linha de frente no combate à Covid-19 - Foto: Divulgação
 

Em Alagoas, mais de dois mil profissionais de saúde ganharam um importante item de proteção para atuar na linha de frente do combate ao novo coronavírus. Na última quinta-feira, 21, a Federação das Indústrias (Fiea), o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e o Sindicato da Indústria da Construção (Sinduscon) doaram dois mil protetores faciais ao governo do Estado e 200 ao Hospital Universitário da Universidade Federal de Alagoas (Ufal).

Leves e confortáveis, os protetores fabricados pelo Senai são um dos acessórios mais eficientes para evitar o contágio pelo coronavírus. Eles criam uma barreira física e evitam que gotículas contaminadas, dispersas no ar, entrem em contato com o rosto de quem trabalha muito próximo ou em contato físico com o paciente infectado.

“Com essa ação, o Senai, a Fiea e o Sinduscon contribuem para proteger profissionais importantes nesse momento de pandemia da Covid-19. O Senai também colabora com o conserto de respiradores, doação de máscaras, fabricação e doação de álcool, além de assessoria técnica e parcerias com instituições para desenvolver projetos úteis para combatermos a propagação do coronavírus”, destacou Welton Barbosa, gerente de Tecnologia do Senai/AL.

Mais matérias desta edição