Gazeta de Alagoas
Pesquise na Gazeta
Maceió,
Nº 0
Imobiliário

Sistema de Condomínio atende público econômico

Cenário econômico e pandemia impulsionam a procura por imóveis em várias partes da cidade

Por Editoria do Imobiliário & Construção | Edição do dia 05/09/2020

Matéria atualizada em 04/09/2020 às 21h42

O mercado imobiliário vem dando sinais nos últimos meses - mesmo no cenário de pandemia - de que a retomada de aquecimento é uma realidade e que o boom de venda de imóveis está voltando. Na contramão da crise que atinge vários setores, o segmento de venda de imóveis residenciais dispara em várias regiões do país e não tem sido diferente em Alagoas.

O resultado da última pesquisa ‘Covid-19: impactos e desafios para o mercado imobiliário’ realizada com o setor pela BRAIN Inteligência Corporativa, em parceria com Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), é o mais animador dos últimos meses. Quem ousou e acreditou se saiu muito bem e aproveitou o bom do momento.

Para entender que momento é este do mercado imobiliário, que consegue manter o aquecimento mesmo em cenário de crise, o caderno Imobiliário & Construção conversou com o empresário Nilo Zampieri Jr., um dos mais experientes do mercado local.

Segundo ele, hoje o país vive uma busca crescente por imóveis de vários padrões. Ele atribui, além das facilidades de financiamento e baixas taxas de juros, à valorização e segurança que o imóvel proporciona. “Estamos vendo em todo o país uma busca forte por imóveis. Hoje o dinheiro guardado não gera mais resultado financeiro, o aluguel gera um resultado maior, e muitos também voltam a procurar investimentos em imóveis para alugar. Estamos atingindo metas nunca vistos dentro da pandemia. Isso é uma prova de que as pessoas estão indo em busca de novos investimentos para o resultado financeiro adequado”, disse.


Nilo Zampieri Jr. explica a crescente procura por imóveis e as tendências do mercado imobiliário alagoano
Nilo Zampieri Jr. explica a crescente procura por imóveis e as tendências do mercado imobiliário alagoano - Foto: Divulgação
 

Ele ressalta, também, um dado importante: a possível falta de imóveis. “Nos últimos anos teve a crise, as construtoras fizeram poucos lançamentos e tendência é que o mercado comece a sentir a falta de imóveis, principalmente os prontos. O estoque de Maceió é pequeno, são poucas empresas efetivamente atuando. Então as pessoas já percebem isso e buscam garantir o seu imóvel, além  da subida de insumos da cesta da construção civil, o que trará para em breve uma forte valorização dos imóveis”, completou.

Nilo Zampieri Jr. percorre o país participando dos mais importantes eventos na área imobiliária e tem propriedade para falar sobre a busca desenfreada por imóveis. E ele faz um alerta:  não há imóveis prontos e no caso de Maceió o número de imóveis de revenda não chega a mil unidades. O que é preocupante para quem quer garantir o seu patrimônio ou realizar o sonho da casa própria de imediato.


Sistema de Condomínio

Ao falar sobre o atual momento do setor, Nilo Zampieri Jr. destacou um cenário que parece ser a “bola da vez” para quem quer a garantia de ter o seu imóvel a um preço mais baixo e com segurança: o Sistema de Condomínio. A modalidade que fez muito sucesso nas décadas de 90 e início dos anos 2000 volta a ganhar destaque em todo o país. Alagoas também entra nessa tendência porque é uma opção segura para os compradores.

“É mais um reflexo da pandemia e da economia. O Sistema de Condomínio antes era voltado para imóveis de padrões A e B e agora ele começa a se voltar para o padrão de imóveis econômico. É uma realidade em todo o Brasil. Tem a segurança jurídica para todo o grupo e o terreno já fica no nome dos compradores. O risco é muito baixo. Quando feito da forma segura não dá nenhum problema e o grupo pode ainda escolher a construtora. Neste sistema de condomínio o valor fica bem abaixo do praticado no mercado de imóvel com preço fechado. 

Nilo Zampieri Jr. Explica, ainda, que o Sistema de Condomínio só dá errado quando há negligência do grupo de compradores e da construtora no formato da gestão. “É formado uma comissão para acompanhar não só obra e seus custos, mas todas as questões de gestão que envolvem a construção, fazer as aprovações e a avançar no processo para a entrega do imóvel totalmente legalizado e em nome de cada comprador. Não tem como dar errado. É a chance que muita gente tem hoje de ter o seu imóvel com toda segurança. Sistema de condomínio é a grande tendência do setor”, concluiu Nilo Zampieri Jr.

Mais matérias desta edição