Gazeta de Alagoas
Pesquise na Gazeta
Maceió,
Nº 0
Imobiliário

Construção civil tem melhor desempenho em julho de 2021

Nível de atividade da indústria registra segundo mês consecutivo de avanço, após seis meses de recuo

Por Agência CBIC | Edição do dia 28/08/2021

Matéria atualizada em 27/08/2021 às 01h18

Todos os indicadores da Sondagem Indústria da Construção, divulgada na última quarta-feira (25/08) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), com apoio da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), apontaram resultados mais satisfatórios em julho.

O nível de atividade da indústria da construção registrou em julho o segundo mês consecutivo de avanço, após seis meses de recuo, e o índice de confiança atingiu quase 60 pontos, sinalizando que essa confiança está disseminada pelo setor. Os indicadores de expectativas mostram avanço no otimismo dos empresários.

O Índice de Confiança do Empresário Industrial da Indústria da Construção (ICEI-Construção) atingiu 59,7 pontos, o maior patamar de 2021, indicando uma confiança intensa e disseminada no setor.

O emprego manteve-se estável, mas com tendência de recuperação. “É comum que a recuperação do emprego aconteça após a recuperação da atividade econômica, o que explica o desempenho mais modesto do mercado de trabalho e o aumento das expectativas de contratações para os próximos meses”, destaca o levantamento.

 

De acordo com a sondagem, o emprego no setor da construção manteve-se estável, mas com tendência de recuperação
De acordo com a sondagem, o emprego no setor da construção manteve-se estável, mas com tendência de recuperação - Foto: Divulgação
 

Melhor desempenho

A utilização da capacidade operacional manteve-se estável, em 64%, ponto mais alto desde 2014, refletindo o melhor desempenho do setor. Comparado a julho de 2020, esse aumento foi de seis pontos percentuais. Destaca-se que, naquele mês, a atividade do setor começava a se recuperar depois da chegada da pandemia da Covid-19 (março e abril).

“Com base nesses resultados, percebe-se que os empresários continuam projetando melhor desempenho de suas atividades, mesmo diante do aumento dos juros e da inflação em maior patamar. Isso é muito importante, pois significa mais produção, mais renda e mais emprego. A permanecer esse cenário demonstrado pela sondagem, poderemos começar a pensar em revisar as nossas projeções de crescimento do setor”, destaca a economista da CBIC, Ieda Vasconcelos.

A íntegra da Sondagem Indústria da Construção, realizada entre os dias 2 e 21/08 junto a 482 empresas do setor da construção, sendo 180 de pequeno porte, 202 de médio e 102 de grande porte, pode ser conferida no site da CBIC.

Mais matérias desta edição