Gazeta de Alagoas
Pesquise na Gazeta
Maceió,
Nº 0
INTEGRAÇÃO

Confira os destaques do interior alagoano #I14012020

.

Por MOZART LUNA | Edição do dia 14/01/2020

Matéria atualizada em 13/01/2020 às 21h27

DISCIPLINAMENTO DO TURISMO

A atividade turística tem aquecido a economia de vários municípios de Alagoas, como também de outros em volta dos polos de turismo, principalmente na geração de postos de trabalho e na economia informal, como a de vendedores ambulantes. Em Maceió, o número de ambulantes e pessoas que têm algum tipo de relação com a atividade turística ainda é impreciso, mas cresce a cada temporada. Um fato, contudo, tem se sido observado: é a presença de pessoas de outros estados que também têm atividade turística, como Bahia, Ceará e Rio Grande do Norte. São vendedores, prestadores de serviços informal, que, fugindo da violência naqueles estados, encontram em Alagoas a tranquilidade para desenvolver suas atividades. Entretanto, é preciso um disciplinamento e controle desses trabalhadores, que merecem respeito e acolhimento. O mesmo tem ocorrido em municípios como Piranhas e Maragogi, onde os vendedores ambulantes de outros estados estão tomando os espaços públicos. O disciplinamento é necessário para evitar transtornos a todos. Em Maragogi, os comerciantes locais reclamam da concorrência desleal dos vendedores ambulantes, vindos principalmente de Pernambuco, que tomam a orla marítima e as praias. A Fazenda Estadual também sofre com a venda de mercadorias sem nota fiscal, principalmente moda praia, vinda de Caruaru. Portanto, já está passando da hora de disciplinar e fiscalizar essa atividade.


ARAPIRACA

O número de animais solto, que transitam nas rodovias AL 220, 115 e 110, no trecho em Arapiraca, tem causando perigo ao trânsito de veículo. Em volta dos municípios existem várias propriedades rurais e, por isso a necessidade de se montar um serviço sistemático de apreensão desses animais.


ARAPIRACA 2

Arapiraca viveu um momento de luto ontem com o sepultamento do fundador da rede de supermercado Unicompra, Zezito Pessoa. Várias lideranças políticas e empresariais estiveram no último adeus ao empresário, que é pai do empresário Jadielson Pessoa.


PÃO DE AÇÚCAR

Um incêndio no Morro do Cavalete, em Pão de Açúcar, onde fica um restaurante e o Cristo Redentor, causou pânico a turistas que estavam no local. O fogo foi debelado com a chegada de um grupamento do Corpo de Bombeiros e teria começando devido a fogos de artifício.


MAJOR IZIDORO

Um homem subiu em uma torre de 40 metros de altura em Major Izidoro, o último sábado. Várias pessoas subiram também para convencer o homem a descer. A torre é de uma operadora de telefonia celular, que deveria ter uma cerca ou muro para evitar o acesso de estranhos.


PENEDO

O Estádio Municipal de Futebol Alfredo Leahy vai ganhar uma nova iluminação. Pelos menos essa é a promessa do governo. Aquela praça de esportes está necessitando de ajuda para voltar a receber clássicos estaduais.


PENEDO 2

A Festa de Bom Jesus dos Navegantes bateu recorde de público, com 150 mil pessoa por dia. A cidade viveu o pico de pessoas, que lotaram os hotéis e pousadas, além de casas que foram alugadas. A procissão fluvial reuniu centenas de embarcações, que acompanharam a imagem do Bom Jesus pelo rio São Francisco.


MARAGOGI

A Polícia Militar tem tido muita dor de cabeça atendendo a chamados de perturbação da ordem pública. A princípio, o problema parece simples, mas tem causando tragédias entre famílias. O Ministério Público vem realizando operações em conjunto com a PM. Maragogi, como várias cidades balneárias, tem sofrido com pessoas que se dedicam a fazer arruaças.


FISCALIZAR EXCURSÕES

Turistas e comerciantes alertam para fiscalização de ônibus de excursões populares, que estão esgotando os banheiros dos coletivos próximo às praias. Flagrantes foram realizando inclusive com vídeos. Seria interessante que esses ônibus fossem apreendidos por crime ambiental e atendado à saúde pública.


EQUATORIAL

A distribuidora de energia Equatorial solicita aos consumidores que informem problemas que envolvam árvores e a rede de energia. O objetivo é fazer a poda para evitar danos no fornecimento de energia e também perigos aos pedestres. Os contatos são os seguintes: 0800 082 0196 ou 2126 9200.

Mais matérias desta edição