Gazeta de Alagoas
Pesquise na Gazeta
Maceió,
Nº 0
José Elias

Confira os destaques da política alagoana #JE16122020

.

Por JOSÉ ELIAS | Edição do dia 16/12/2020

Matéria atualizada em 15/12/2020 às 22h18

Quem assume cargos públicos é para se molhar até no verão, tomando banho em cacimba profunda. A vitrine cercada de água por todos os lados polui competentes, honestos, bem intencionados, canalhas e bajuladores. Muitos – maioria – chegam com prestígio, paparicados por homens e mulheres e se despedem solitários, longe do cheiro de autoridades.

Os fuxiqueiros botam defeitos nos que andam pela estrada asfaltada e acusam aqueles que caminham por linha reta. Arrumam namoradas para os que vivem no casamento organizado e denunciam quem não tem nada com imoralidades. Política não ajuda ninguém, mas deixa marcas mentirosas que ficam nas costas de pessoas de bem até o cemitério. Isso, no entanto, não absorve os vendedores de ilusão, que enganam humildes e roubam comida da pobreza. Não perdoa quem pratica crimes contra o erário e faz um discurso no papel e, na prática, só conta dinheiro para o seu lado. A frente pintada de vermelho e as costas com a cor preta, disse o porta-voz Wellisson Miranda, numa conversa com Tatu.


GATO DO ADELMO SÓ VIVE COM A MÁSCARA NA CARA

Do jornalista Adelmo dos Santos, ex-presidente do PT de Alagoas, sobre o medo do coronavírus, que voltou à cena: “Lá em casa até o gato usa máscara!” - contou, numa roda com Thomaz Beltrão, Ricardo Barbosa, James Gagueira e Ricardo Coelho. ”Esse cara só vive de brincadeira!” - protestou o deputado Paulão que, depois, disfarçadamente, botou a mão no bolso do paletó e tapou a cara, deixando só os olhos de fora.


CALDAS SAUDADO NA CÂMARA PELA ELEIÇÃO DO FILHO

Ao lado de JHC, ex-deputado João Caldas foi muito cumprimentado pela eleição de seu filho, novo prefeito de Maceió. “Eu sabia que você sabia dominar o voto!” - abraçava um parlamentar de um lado, satisfeito com a vitória em Maceió. Mais à frente, recebia abraços, desfilando nos corredores como se tivesse dentro do campo de futebol, comemorando placar, como costumava fazer antigamente.


JHC ACONSELHADO A CRIAR CONSELHO POLÍTICO EM MACEIÓ

Os mais experientes aconselham JHC criar um Conselho Político para orientar nos momentos de dificuldades. Seria uma assessoria, de longe, para examinar e sugerir medidas de conteúdo social ao futuro prefeito, que assume cercado de problemas por todos os lados. Teria no comando Ronaldo Lessa, vice de JHC, ex-governador, prefeito, deputado e presidente do PDT.


JUDSON É A BOLA DA VEZ NA ESCOLHA DA EQUIPE DE JHC

Do PDT, com vaga garantida, se quiser, Judson Cabral veste a camisa de titular no time de JHC. Amigo do vice Ronaldo Lessa, engenheiro competente, conta com a admiração do prefeito eleito, que o tem como uma peça de valor. Na linha de político sério, com vida limpa, Judson já foi vereador e deputado estadual. No momento está nos quadros do Tribunal de Justiça, no primeiro time do presidente Tutmés Ayran.


MANO ANUNCIA DISPOSIÇÃO DE SER DEPUTADO

Sem mandato, Manoel Gomes de Barros não se desliga da resenha política e quer voltar à cena. Manifestou ao repórter Carlos Bina o desejo de retornar à Assembleia Legislativa, onde ocupou uma cadeira antes de ser governador e prefeito de União dos Palmares. Mano fez as contas e chegou a conclusão de que as portas ainda estão abertas para pedir novamente o voto.


PREFEITA QUER SANTANA COM ROUPAGEM NOVA

Com projetos modernos, Cristiane Bulhões quer ampliar obras de Isnaldo Bulhões, seu pai. Deseja oferecer a Santana do Ipanema roupagem nova, com investimentos e aplicação de recursos na área social, que receberá prioridade na sua gestão. Bem articulada politicamente, ao lado do deputado Isnaldo Bulhões, seu irmão, já tem audiências marcadas em Brasília em busca de recursos para implementar suas ideias.


DOENÇA FAZ EDUARDO CANUTO REDUZIR VOTAÇÃO

Votação obtida na reeleição de Eduardo Canuto não corresponde à realidade das urnas. Vereador foi prejudicado pelo coronavírus, que o derrubou na reta final da campanha, momento da conscientização dos nomes no arremate do voto. Analistas políticos garantem que a capacidade de Canuto é maior e, por isso, acreditam na sua candidatura a deputado federal na eleição de 2022, numa forte composição majoritária.

Mais matérias desta edição