Gazeta de Alagoas
Pesquise na Gazeta
Maceió,
Nº 0
Maré

HORA DE FAZER ACONTECER

Especialista em psicologia positiva lista passos que, segundo ela, podem transformar desejos em realizações

Por DA EDITORIA DA REVISTA MARÉ | Edição do dia 03/04/2021

Matéria atualizada em 31/03/2021 às 22h07

O primeiro trimestre de 2021 já se foi e muitas pessoas, imitando os economistas, aproveitam para fazer um balanço de como as coisas vão indo, se as metas foram alcançadas, se os objetivos estão ao menos definidos. Em momentos de crise, como este que atravessamos, é muito importante passar pelos dias com consciência, sabendo para onde se está indo - pelo menos é importante para quem deseja chegar em algum lugar. Mas somente pensar a respeito não basta. Apenas ter intenções nem sempre é o suficiente. “É preciso, também, se planejar e estar disposto a agir. Afinal, definir metas significa uma mudança de comportamento”, diz Flora Victoria, mestre em psicologia positiva aplicada pela Universidade da Pensilvânia. E não estamos falando de ser eficiente em tudo, ser infalível, ser mega produtivo, ainda mais em meio a uma pandemia. São as pequenas grandes coisas, as metas pessoais, os objetivos que há anos não tínhamos tempo de sequer parar e traçar, quanto mais para colocar em prática. Para o maceioense Thiago, 28 anos, a meta do ano era parar de fumar. Tabagista há mais de 10 anos, ele conta que prometeu a si mesmo que largaria o vício ao se formar na faculdade. A hora chegou. “Tento parar o tempo inteiro, tenho ajuda, mas não é fácil. É algo antigo e que faz parte da minha rotina. Sei que faz mal. Me dei esse longo período para tentar parar e no começo do ano decidi que iria parar gradativamente este ano, até o final de fevereiro, que foi quando colei grau”, explica. De acordo com o jovem, ele aproveitou o fim do trimestre para monitorar as metas que traçou para este ano: “Parar de fumar e emagrecer. Já perdi quase 10 kg do começo do ano para cá, mas infelizmente, 1 mês depois do meu próprio prazo, nada de largar o cigarro”, lamenta. “A sensação é de que me perdi em algum momento, não consegui cumprir alguma etapa do plano que eu tracei na minha mente”, diz, informando que está consciente de que, no seu caso, a meta envolve um vício, o que torna a situação mais complexa. Gilvânia Macena, de 38 anos, diz que traçou três planos para 2021: perder uns quilinhos, abrir o próprio negócio e terminar o ano com uma poupança para emergências. De acordo com a servidora pública, a falta de controle atrapalha todos os planos. “A gente acaba priorizando o imediato para depois se arrepender e pensar que estamos atrapalhando os planos que nós mesmos traçamos”, diz, explicando a autossabotagem. “Eu diria, agora que já passaram três meses desde o começo do ano, que estou bem no meu projeto para abrir o meu próprio negócio, mas ainda não abri porque ainda preciso organizar melhor as finanças. Mas é um processo”, conta. A psicóloga Flora Victoria diz que cumprir metas exige mudança de hábitos, planejamento e dedicação. Ela enfatiza a importância de monitorar os objetivos e separou 10 dicas fáceis para ajudar na empreitada de quem também quer mudar algo na própria vida ou concretizar um objetivo. “São passos para quem almeja transformar desejos em realizações de sucesso. E o melhor: todas as dicas são baseadas em evidências científicas!”, reforça a especialista.

1 - Primeiro, estabeleça o grande objetivo O que você gostaria de realizar? Por exemplo: ter uma rotina de atividade física. Esse objetivo pode incluir um pouco de alongamento, treinamento de força e exercícios aeróbicos em cerca de 20 minutos, durante 5 dias por semana. Em seguida, divida essa ideia mais ampla em metas de longo prazo Elas levam até três meses para serem cumpridas. Ainda utilizando o exemplo que mencionei, uma meta de longo prazo é fazer 12 semanas de exercícios físicos. 2 - Agora, divida o objetivo novamente em metas de curto prazo São as que levam de uma a três semanas para serem realizadas. Algumas metas de curto prazo podem ser: Procurar um personal para preparar os treinos; memorizar os circuitos e aprender a fazê-los corretamente; cumprir duas semanas de atividade física. 3 - Depois, divida o seu objetivo em passos muito específicos e fáceis O que você pode fazer hoje? E amanhã? O primeiro passo é ligar para o personal, que montará os exercícios para você? Ou aprender os alongamentos de aquecimento assistindo a vídeos no YouTube? Siga esses passos até que eles fiquem tão fáceis que você sinta pouca ou nenhuma resistência. 4 - Ajuste seu ambiente para tornar as coisas mais fáceis Somos muito influenciados pelas pessoas, lugares e tudo aquilo que está perto de nós. Então, vale a pena acertar o ambiente para facilitar as coisas. Na prática, remova as tentações. Se o objetivo é parar de verificar o celular enquanto dirige, mantenha o telefone longe. Outra dica é ter certeza de que aquilo que precisamos é fácil e conveniente. Quer comer mais frutas? Deixe-as em lugares visíveis na cozinha. 5 -Envolva outras pessoas, mesmo se você for introvertido Muitas vezes, nós podemos nos forçar a realizar algo se isso nos faz sentir mais parte de um grupo. Essa atitude aprofunda e aumenta nossas conexões sociais de alguma forma. Converse com outras pessoas a respeito do seu objetivo. 6 - Identifique por que seu objetivo é importante para você Pense menos no que você quer alcançar e concentre-se em como deseja se sentir. Identifique o “porquê”. Nessa hora, as emoções são muito mais motivadoras do que as metas por si só. Talvez você queira mais felicidade, confiança ou calma. Então, diga: “vou estabelecer essa rotina de exercícios porque sei que ela vai aumentar a minha energia. Estar cheio de disposição é muito importante para mim”. 7 - Faça seu objetivo estar na sua identidade Mude o seu comportamento também com as palavras. Passe a dizer: “eu sou uma pessoa que faz exercícios”. A cada novo dia de atividade física, você mesmo notará que cumpre o que se propõe a fazer. 8 - Deixe o comportamento mais atraente Quando o cérebro identifica uma recompensa potencial, ele libera dopamina, um mensageiro químico do bem-estar. Essa substância nos motiva e cria um sentimento real de desejo. As recompensas precisam ser imediatas ou, melhor ainda, incorporadas à rotina, quando possível. Faça os exercícios ouvindo suas músicas preferidas, por exemplo. Isso deixa a atividade mais atraente. 9 - Torne o comportamento um hábito Uma vez que um comportamento está no piloto automático, tudo fica mais fácil. Não precisamos de muita força de vontade para realizar aquilo que é habitual. Encaixe seu objetivo a sua rotina ou a uma programação. Por exemplo: “todos os dias, às 7 horas, após tomar café da manhã, vou me exercitar”.

Mais matérias desta edição