Gazeta de Alagoas
Pesquise na Gazeta
Maceió,
Nº 0
Maré

PARE DE PROCRASTINAR…

… Porém, não se cobre mais do que o necessário; conheça o conceito de ócio criativo e como aplicar

Por MAYLSON HONORATO | Edição do dia 24/04/2021

Matéria atualizada em 20/04/2021 às 22h23

A procrastinação é um problema cada vez mais comum, principalmente depois desse inesperado 1 ano de pandemia e home office. Podem existir muitas razões para - story sim, story não, alguém estar falando sobre isso. Mas o trabalho em casa e os desafios impostos por essa modalidade, com certeza estão entre os motivos mais comuns. É claro que produzir menos pode incomodar e trazer problemas em situações específicas, mas, de acordo com especialistas em saúde mental e emocional, há maneiras de ressignificar a relação entre procrastinação e produtividade. Você já ouviu falar em ócio criativo? Então, o conceito foi definido duas décadas atrás pelo sociólogo italiano Domenico De Masi e é definido pela interação harmônica entre os diversos pontos da vida prática, como estudo, lazer e trabalho. Diferente do que se pode pensar à primeira vista, o sociólogo não está incentivando as pessoas ao ato de não fazer nada ou mesmo elogiando a preguiça. “O ócio criativo é a plenitude do indivíduo integral, na qual se pode conciliar 3 coisas em nossas atividades: o trabalho, com o qual criamos a riqueza; o estudo, com o qual criamos o aprendizado e adquirimos o conhecimento; e o lazer, com o qual criamos a alegria e com o qual criamos o bem-estar”, explicou o sociólogo. É claro que ficar adiando tarefas para próximo do prazo de entrega não é uma boa ideia. E não é disso que se trata o conceito de ócio criativo. O ideal é colocar o lazer e os momentos de descanso no meio do trabalho, o que, segundo o pesquisador, ajudará a ter ideias mais engenhosas e fará com que a pessoa retorne ao serviço mais produtiva, inovadora e animada.

Veja algumas dicas para aproveitar essa ideia:

PLANEJE No mundo real, com os prazos batendo na porta e as cobranças no Meet, no Zoom e até no WhatsApp, o fato é que não dá para ficar o dia inteiro no ócio criativo. Para aproveitar bem esse momento, o ideal é planejar a semana e incluir os momentos de lazer e pausas nos seus dias.

APROVEITE OS DIAS Sabe aqueles dias em que você já levanta com todo o gás? Você precisa aproveitar esses picos de produtividade e adiantar o máximo que puder. Vá até onde conseguir, use toda a sua energia e esteja à frente dos seus prazos. Isso vai ajudar a aliviar a sensação de improdutividade quando você precisar de uma pausa amanhã.

DESAPEGUE DO TRABALHO Na hora do ócio, nada de fazer um curso sobre o trabalho, ler um livro técnico, nada disso. Distancie-se. as melhores ideias surgem quando sua mente está fazendo algo diferente. Se conheça, encontre atividades que estimulem sua criatividade e lhe deem prazer. Vale tudo: jogar um game, conversar com alguém, assistir um episódio (ou dois), ler um livro por prazer.

PERDOE-SE Não adianta ficar se martirizando da hora que acorda até a hora de dormir porque não conseguiu ser produtivo. Estamos passando dias inteiros fazendo isso, sofrendo, mas sem resolver o problema. Faça as pazes com o seu tempo, determine pausas de 2 em 2 horas e não se culpe por isso. Estamos todos fazendo o que é possível. Para quem trabalha com algo que exige soluções criativas, aceite que a criatividade não tem a obrigação de bater o ponto com você. Ela não vai sentar com você na mesa do escritório - ou no escritório improvisado em casa - e dizer “vamos lá!”. Novas ideias precisam vigorar em mentes descansadas, felizes, em pessoas inteiras. Se você está aos pedaços, vai continuar improdutivo. Perdoe-se, viva o ócio criativo em paz, abrace o tempo livre e produza mais e melhor.

Mais matérias desta edição