Gazeta de Alagoas
Pesquise na Gazeta
Maceió,
Nº 0
Mercado Alagoas

Confira os destaques da economia alagoana #MA01082020

.

Por Edivaldo Junior | Edição do dia 01/08/2020

Matéria atualizada em 31/07/2020 às 22h26

Ranking

Maceió aparece na 4ª posição com melhor desempenho no Índice de Transparência de dados do coronavírus entre as capitais brasileiras na avaliação de dados no boletim da Transparência Covid-19 2.0 da organização Open Knowledge Brasil (OKBR).

Crescendo

Nesta segunda avaliação da OKBR, Maceió soma 88 pontos, um nível julgado como alto. É a segunda maior nota entre as capitais do Nordeste. Além disso, Maceió foi uma das capitais que mais amadureceu seu desempenho no ranking, já que saiu de 61 pontos para 88.

Resultado

Para o prefeito Rui Palmeira, o crescimento de Maceió no ranking é resultado de um trabalho que vem sendo desenvolvido desde as primeiras ações de enfrentamento ao novo coronavírus. “Isso mostra o compromisso que a Prefeitura tem com a população nesse momento de tanta aflição”, aponta.

6 ou 12?

O número de pré-candidatos a prefeito de Maceió tem crescido nesse período antes das convenções. Em janeiro eram dez nomes na disputa. Agora, são 12. Mas tudo aponta para um afunilamento, para algo entre 6 e 8 nomes na disputa.

Quem vai

Entre os nomes já anunciados como pré-candidatos estão Alfredo Gaspar de Mendonça (MDB), Basile Christopoulos (PSOL), Cícero Almeida (PSDC), Cícero Filho (PCdoB), Corintho Campelo (PMN), Davi Davino Filho (PSL), JHC (PSB), Josan Leite (Patriota), Lenilda Luna (PCdoB), Ricardo Barbosa (PT) e Ricardo Santa Ritta (Avante), Ronaldo Lessa (PDT).

Com JB

Josan Leite, que ficou em segundo lugar na disputa para o governo de Alagoas em 2018, deixou o PSL e será pré-candidato a prefeito pelo Patriota. E se depender dele, será o nome dos bolsonaristas em Maceió. “Fui candidato a governador ao lado do presidente Bolsonaro, e estou com ele mais que nunca.”, avisa.

Fora

A lista de pré-candidatos pode até crescer um pouco mais nos próximos dias, mas a tendência é diminuir após as convenções. A esquerda, hoje com quatro nomes, pode formar uma frente reunindo dois ou três partidos. Os outros candidatos seguem conversando e tudo aponta para um afunilamento das coligações nos próximos dias.

Mais 30 dias

A Seagri deve manter o programa do leite suspenso por mais 30 dias em Alagoas. Seria o tempo necessário para a troca de algumas associações de beneficiários, que fazem a distribuição para as famílias carentes, sob a justificativa de que existem pendências burocráticas no convênio.

Recuperando

Após ter registrado queda em junho, o preço do ATR reagiu em julho, alcançado uma variação positiva de 6,1% em comparação ao mês anterior. A alta foi provocada pelo aumento do preço de todos os produtos que fazem parte do mix da cana-de-açúcar.

Novo valor

Segundo o Consecana-AL/SE, o preço líquido do ATR passou R$ 0,8303 para R$ 0,8811 por kg.

Tendência

“Esse preço do ATR já estava sendo esperado e acreditamos que essa tendência de alta irá se manter na safra por conta do dólar que está com preço elevado, acima do R$ 5,00. Como a gente é muito exportador do VHP, ele puxa muito o preço. Como o dólar vem subindo, ele vem compensando um pouco da queda que teve no ano passado”, afirmou o presidente da Asplana e do Consecana, Edgar Filho.

Açúcar

De acordo com o Consecana, o saco do VHP exportado para o mercado americano teve alta de preço em julho, passando de R$ 151,05 para R$ 158,26. Já o VHP, comercializado com o mercado mundial, subiu de R$ 81,61 para R$ 86,25. Enquanto isso, o saco do açúcar cristal, que se mantinha sem grandes oscilações desde abril passado, subiu de R$ 80,91 para R$ 82,18.

Mais matérias desta edição