Gazeta de Alagoas
Pesquise na Gazeta
Maceió,
Nº 0
Mercado Alagoas

Confira os destaques da economia alagoana #MA07042021

.

Por Edivaldo Junior | Edição do dia 07/04/2021

Matéria atualizada em 06/04/2021 às 22h45

Retenção

O Estado vai suspender o repasse de vacinas para cidades que usaram menos de 70% das doses recebidas. A informação foi confirmada pela Associação dos Municípios Alagoanos (AMA). A medida atinge, no momento, 20 prefeituras.


Critérios

As regras foram discutidas após o anúncio do Programa Vacina Alagoas. O governo vai destinar R$ 100 mil para cidades até 50 mil habitantes e R$ 200 mil para cidades com população acima disso, em duas parcelas, de R$ 50 mil e R$ 100 mil. A segunda só será liberada para cidades que atingirem 90% de utilização das doses recebidas. Hoje apenas três cidades (Jacaré dos Homens, Penedo e Belém) estão acima disso.


Atraso

De acordo com oranking que circulou entre prefeitos, distribuído pelo Estado, 15 prefeituras usaram menos de 60% das doses recebidas e ao menos 4 cidades aplicaram menos de 50% das vacinas: Inhapi, Jaramataia, Joaquim Gomes e Palestina.


Cada um por si

Com o fim a vacinação para os chamados grupos prioritários (trabalhadores da saúde e pessoas com 60 anos ou mais) o corporativismo entra em cena. Qual categoria merece ou precisa tomar primeiro a vacina? A área de segurança já se antecipou e começou a ser vacinada. Agora, os próximos devem ser professores. Tudo porque, como explica um importante político, os “prefeitos vão disputar para ver quem atende primeiro” essas categorias.


E o trabalhador?

Se a regra é vacinar quem está na linha de frente, o que dizer do pessoal que atua em transportes, supermercados, comércio e serviços?


Comorbidades

Se prevalecer o bom senso, aponta o político, a vacinação será feita por comorbidades: “pacientes oncológicos, hipertensos, renais ou diabéticos precisam ir a hospitais com frequência, o que aumenta o risco de contágio. E são essas pessoas, independente de idade, as que sofrem mais com a Covid-19”.


Emprego

A análise do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do mês de janeiro mostrou que Alagoas ficou na quarta posição na geração de empregos da região Nordeste. E, mais uma vez, a maior parte deles foram gerados pelas micro e pequenas empresas locais, com 2.039 vagas. Mesmo com o cenário de crise causado pela pandemia, o resultado foi superior ao mesmo período em 2020, quando foram criadas apenas 670.


Saldo

O saldo de empregos gerados pelas MPE por setor foi liderado pelos serviços, com 905 vagas; seguido pelo comércio, com 592; construção civil, 303; indústria de transformação, 221; agropecuária, 11 vagas; extrativa mineral, seis vagas e limpeza urbana, esgoto, eletricidade e água uma vaga.


Pindorama

Após uma safra que durou sete meses e que resultou em uma moagem histórica superior a um milhão de toneladas de cana, o presidente da Cooperativa Pindorama, Klécio Santos, afirmou que a empresa decidiu antecipar o próximo ciclo da cana para a primeira quinzena de agosto.


Parceria

A Adeal e a Vigilância Sanitária de Maceió fecham detalhes para uma parceria destinada à fiscalização conjunta nas avícolas do município. No primeiro momento, a proposta é desenvolver uma ação de cunho educativo que tem o propósito de melhorar as condições de trabalho nas avícolas da capital alagoana. O trabalho entre os órgãos resultará na normatização e adequação as normas que estão previstas na legislação.



Conab

Entre os dias 5 e 23 de abril, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) vai disponibilizar a plataforma para que produtores e indústrias de arroz, café e trigo participem da pesquisa dos estoques privados. O levantamento será feito em todas as regiões do país e mostrará o volume disponível de cada produto para comercialização. A pesquisa considera como data base para registro dos estoques o dia 31 de março, podendo o armazenador contabilizar também o produto da safra atual e/ou anteriores.


Estoque

As informações são utilizadas também na elaboração de políticas públicas e em ações da iniciativa privada, sobretudo no que se refere ao abastecimento alimentar e nutricional da população. A novidade neste ano é que, pela primeira vez, serão coletados dados dos estoques de trigo no sistema, a partir dos dados fornecidos tanto de produtores e indústrias quanto de armazenadores em todos os estados.


Agro

De acordo com o relatório de Produção Industrial mensal – Produção Física, publicado no início de março, pelo Instituto de Geografia e Estatística (IBGE),a produção de máquinas e equipamentos agrícolas teve crescimento de 36,3%, no primeiro bimestre de 2021,se comparada ao mesmo período de 2020. E não é só isso: a produção de bens de capital aumentou 16,6% e a indústria brasileira avançou 1,3%, sempre com a mesma base de comparação.


Pesquisa

Relatório lançado nesta segunda-feira (5/4) pela Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede PENSSAN) aponta que a fome alcançou 12% dos domicílios rurais, contra 8,5% na área urbana, entre os meses de setembro, outubro e novembro de 2020.


Fome

Realizada entre os dias 5 e 24 de dezembro do ano passado, a pesquisa considerou 2.180 domicílios em todo o país, sendo 518 na área rural - 23,7% das entrevistas realizadas. O questionamento se ateve apenas a domicílios particulares, ou seja, onde há moradores permanentes.

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, conversou nesta terça-feira, 6, por videoconferência, com o Secretário de Agricultura dos Estados Unidos da América, Tom Vilsack. A cooperação entre os dois países na área agrícola, com troca de informações baseadas na ciência, e compromissos com a produção sustentável pautarão a reunião.


Colaboração

A ministra lembrou que Brasil e Estados Unidos têm similaridades, como o fato de serem grandes produtores e exportadores de produtos agrícolas e reafirmou o interesse do Ministério da Agricultura em fortalecer os laços históricos de colaboração com o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA).


Recorde

As exportações de algodão superaram as 500 mil toneladas no primeiro bimestre deste ano. O resultado é recorde para a cultura. O bom desempenho é impulsionado pelo início da recuperação econômica mundial, principalmente da China. A análise está no documento AgroConab, um novo produto que passa a ser divulgado mensalmente pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) a partir desta terça-feira (6).

Mais matérias desta edição