Gazeta de Alagoas
Pesquise na Gazeta
Maceió,
Nº 0
Mercado Alagoas

Confira os destaques da economia alagoana #MA10042021

.

Por Edivaldo Junior | Edição do dia 10/04/2021

Matéria atualizada em 09/04/2021 às 22h19

Rotina

Na semana passada, o presidente da Câmara dos Deputados, foi a Campo Alegre para fazer entrega de um conjunto residencial com 192 moradias. Nessa sexta-feira, 9, Arthur Lira (PP-AL) foi a Arapiraca para a entrega de máquinas a vários municípios. Ao que parece, este deve ser o ritmo dele por aqui pelas próximas semanas.


Reforço

O ato realizado em Arapiraca nessa sexta, no entanto, teve um simbolismo que foi além da entrega de tratores e retroescavadeiras a prefeitos. O presidente da Assembleia Legislativa de Alagoas, Marcelo Victor, apareceu por lá acompanhado de vários deputados estaduais, inclusive Davi Davino Filho, sempre lembrado como possível nome para a majoritária.


Construindo

Arthur Lira e Marcelo Victor montaram uma aliança em Maceió no ano passado. E podem repetir a dose em 2022. O presidente da ALE tem compromisso de “governabilidade” com Renan Filho, mantém bom relacionamento com o governador, mas mantém aberta todas as possibilidades para a próxima eleição. Depois de receber o senador Fernando Collor na Assembleia Legislativa.


Jogo aberto

Ao receber Fernando Collor com “tapete vermelho” na ALE semana passada e participar de eventos com Lira no interior, Marcelo Victor sinaliza que o jogo segue aberto para 2022.


Primeiro escalão

O deputado federal Severino Pessoa (Republicanos) destacou a nomeação de Fabiana Pessoa para a Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado. “Ela fará uma grande gestão na Pasta”, disse. E destacou o fato de que o Arapiraca volta a ter representação no primeiro escalão do governo: “Nossa cidade estava sem representação e a ex-prefeita irá representar muito bem nossa cidade”, pondera.


Baixa

A nomeação de Fabiana para o secretariado de Renan Filho surpreendeu os bastidores políticos de Alagoas e representa uma baixa no grupo do deputado federal Arthur Lira (PP-AL). O presidente da Câmara dos Deputados, segundo aliados, teria “descuidado” um pouco e isso possibilitou a ida Severino Pessoa para o grupo de Renan Filho.


Moendo

A safra 20/21 segue em Alagoas com duas usinas ainda em operação (Santo Antônio e Sumaúma), que devem finalizar a moagem nas próximas semanas. A previsão de encerramento da moagem, que entrou no oitavo mês, depende também da precipitação pluviométrica que ocorrerá na região do Estado neste mês de abril.


Cana

Segundo boletim quinzenal nº 14, divulgado pelo Departamento Técnico do Sindaçúcar-AL, com posição acumulada até o dia 31 de março, foram processadas pelas unidades industriais mais de 16,8 milhões de toneladas de cana. Em comparação ao mesmo período da safra passada, quando o acumulado era de 16,5 milhões de toneladas, houve uma variação positiva de 1,6% entre os dois ciclos.


Crescimento

Das 13 usinas alagoas que participaram desta safra e que já finalizaram a moagem, de acordo com o boletim técnico, apenas cinco tiveram redução na quantidade de cana processadas neste ciclo, variando de - 2,3% até - 49,6%. Já em termos de crescimento, os percentuais foram de 1,6% até 56,4%.


Conferência

Diretores e gerentes industriais e agrícolas de usinas do Estado, além de pesquisadores da Ufal, participaram de uma conferência promovida pelo Sindaçúcar-AL sobre a produção de biogás pelas unidades da agroindústria canavieira. O encontro, por conta da pandemia da Covid-19, foi realizado no formato virtual.


Usinas

Na conferencia técnica foi feita uma apresentação sobre uso de gás como combustível ou energia após a biodigestão de palha, bagaço, torta de filtro e vinhaça, promovendo uma atualização sobre sistemas de biodigestão que, no passado, já foram testados pelas unidades da agroindústria canavieira do Estado.

Mais matérias desta edição