Gazeta de Alagoas
Pesquise na Gazeta
Maceió,
Nº 0
Opinião

GRANDE AVANÇO

.

Por Editorial | Edição do dia 21/10/2021

Matéria atualizada em 20/10/2021 às 22h34

O Brasil atingiu ontem uma marca muito importante no combate à pandemia do novo coronavírus: metade de sua população está totalmente imunizada. Os que tomaram a primeira dose de alguma vacina contra a Covid são 152.450.710 pessoas, o que representa 71,47% da população. A dose de reforço foi aplicada em 5.317.781 pessoas (2,49% da população). Somando a primeira dose, a segunda, a única e a de reforço, são 265.176.450 doses aplicadas desde o começo da vacinação.

Depois de algumas dificuldades iniciais, a vacinação deslanchou no País. O primeiro semestre do ano foi marcado por falta de doses, o que afetou o ritmo da campanha naquele momento, mas passou por um crescimento considerável na campanha a partir de junho e julho. Foram vários os dias em que mais de 2 milhões de brasileiros foram tomar a vacina. O Brasil alcançou 10% de imunizados em 25 de maio. Foram 70 dias para que a vacinação avançasse para chegar a 20%, em agosto. Depois, com mais doses sendo aplicadas, foram 30 e 22 dias para avançar para 30% e 40%, respectivamente, e mais 26 dias para alcançarmos 50% de totalmente imunizados. Com esses números, nosso país chegou ao seleto grupo dos que vacinaram com duas doses ou a dose única metade da população. Considerando só os países com população superior a 1 milhão de habitantes, é a 53ª nação a atingir o feito. O resultado da vacinação não demorou aparecer. Um gráfico disponibilizado no Boletim Observatório Covid-19, da Fundação Oswaldo Cruz (FioCruz), publicado em 6 de outubro, mostra que, enquanto o percentual de brasileiros vacinados sobe, os óbitos caem de forma consistente no País. No momento mais grave da pandemia até agora, em abril de 2021, o Brasil chegou a registrar uma média móvel de 3.124 mortes por dia — dez vezes maior que o observado hoje. É necessário, porém, que esse número caia mais para ficarmos numa situação tranquila. O fato é que o Ministério da Saúde conseguiu corrigir os problemas logísticos enfrentados no início, e a população aderiu em massa à imunização. Ressalte-se a estrutura do nosso sistema de saúde, que garantiu que as vacinas chegassem à população. Com isso, a pandemia está sendo vencida finalmente

Mais matérias desta edição