Maceió,
Nº 5730
.

VULNERÁVEIS .

.

Por Editorial | Edição do dia 11/06/2024

Matéria atualizada em 11/06/2024 às 04h00

Dados da pesquisa “Denúncias de Violência ao Idoso no Período de 2020 a 2023 na Perspectiva Bioética” mostram que, entre 2020 e 2023, houve um crescimento progressivo nas denúncias de violência contra idosos no País, culminando em mais de 143 mil casos no ano passado. Esse aumento pode ser parcialmente atribuído à maior conscientização e coragem das pessoas para denunciar. No entanto, também evidencia que a violência contra os idosos é um problema persistente e, possivelmente, subnotificado no passado.

A vulnerabilidade dos idosos, especialmente daqueles com 80 anos ou mais, os torna alvos fáceis de diversos tipos de violência, incluindo física, psicológica, financeira e negligência. Esse grupo etário, muitas vezes dependente de cuidados e com saúde fragilizada, necessita de proteção especial e uma rede de apoio robusta para garantir sua segurança e bem-estar.

É crucial promover campanhas de conscientização, fortalecer os mecanismos de denúncia e implementar políticas públicas eficazes que protejam os idosos da violência. Além disso, a formação de profissionais capacitados para lidar com essas situações e a criação de ambientes seguros para os idosos são medidas essenciais.

Mais matérias desta edição