Gazeta de Alagoas
Pesquise na Gazeta
Maceió,
Nº 0
Política

FOCCO CONSCIENTIZA JOVENS PARA AJUDAR NO COMBATE À CORRUPÇÃO

Evento em comemoração ao Dia Internacional Contra a Corrupção atrai estudantes do Ifal

Por WILLIAM MAKAISY - ESTAGIÁRIO | Edição do dia 10/12/2019

Matéria atualizada em 09/12/2019 às 20h45

Evento contou com a presença dos órgãos integrantes do Focco/AL que apresentaram à sociedade civil as ações realizadas no combate à corrupção
Evento contou com a presença dos órgãos integrantes do Focco/AL que apresentaram à sociedade civil as ações realizadas no combate à corrupção | Felipe Nyland

Em comemoração ao Dia Internacional Contra a Corrupção, o Fórum de Combate à Corrupção de Alagoas (Focco/AL), em parceria com o Instituto Federal de Alagoas (Ifal), realizou ontem, no campus Maceió, um evento com atividades comemorativas alusivas ao Dia Internacional de Combate à Corrupção. O evento contou com a presença dos órgãos integrantes do Focco/AL que apresentaram à sociedade civil alagoana as ações realizadas no combate à corrupção.

Para o representante do Tribunal de Contas da União de Alagoas (TCU/AL) e atual coordenador do Fórum de Combate à Corrupção de Alagoas (Focco/AL), o evento é muito importante para relembrar o combate à corrupção e deixar a população ciente sobre o trabalho realizado pelos órgãos participantes. “O evento é em comemoração ao Dia Internacional Contra Corrupção. O dia 9 de dezembro é o dia considerado no mundo inteiro como o dia que os órgãos de controle e sociedade comemoram o combate à corrupção. Esse é o dia que ficamos próximos da sociedade, onde discutimos o que os órgãos fazem. Há esse diálogo entre órgãos e população”, relatou Claudevan Costa.

“Nesse evento que estamos realizando no Instituto Federal de Alagoas, estamos realizando duas premiações. A primeira é o prêmio da 1ª edição do Prêmio Graciliano Ramos de boas práticas no combate à corrupção e no aperfeiçoamento da gestão. Esse é um prêmio onde o Focco/AL reconhece instituições que realizam ações relevantes e que transformam a sociedade. Esse ano o Ministério Público Estadual (MPE) é o vencedor, por um ação em Alagoas sobre o transporte escolar. Já o segundo é um prêmio da Controladoria-Geral da União (CGU), de redação, onde eles anualmente realizam a premiação para alunos de escolas públicas que fazem um texto sobre controle, fiscalização de recursos e o que precisa ser mudado no país”, explicou Claudevan Costa.

FATOR CULTURAL

Para Gustavo Albuquerque, procurador-geral do Ministério Público de Contas de Alagoas (MPC), a questão cultural e a questão legislativa são dois pontos importantes para se avaliar o crescimento da corrupção. “Corrupção não é somente aquela que envolve dinheiro. Corrupção, no sentido mais amplo e sociológico, são condutas da população, no sentido mais básico, de furar filas, de fraudar cartões estudantis, tudo isso é corrupção, e isso se tornou cultural. A questão cultural é, assim como a questão legislativa, uma das questões mais importantes sobre a corrupção, por isso a importância desse evento aqui no Instituto Federal de Alagoas, onde temos vários jovens presentes, jovens esses que serão o futuro do Brasil”, contou. “Um evento desse é importante. Temos a oportunidade de ficar cara a cara com a nova geração, e de mudar essa cultura de corrupção que temos. O evento do Fórum de Combate à Corrupção de Alagoas permite esse contato e esse diálogo entre a sociedade e os órgãos competentes”, afirmou o procurador-geral do Ministério Público de Contas de Alagoas.

Mais matérias desta edição