Gazeta de Alagoas
Pesquise na Gazeta
Maceió,
Nº 0
Política

VACINAÇÃO EM MACEIÓ COMEÇA COM 12 MIL DOSES DA CORONAVAC

Servidor público que perdeu dois irmãos para a Covid-19 foi o primeiro na capital a receber o imunizante contra a doença

Por CLARIZA SANTOS e TATIANNE BRANDÃO | Edição do dia 21/01/2021

Matéria atualizada em 20/01/2021 às 21h06

Assistente administrativo do PAM Salgadinho, Marcos Luiz recebeu ontem primeira dose
Assistente administrativo do PAM Salgadinho, Marcos Luiz recebeu ontem primeira dose | : Divulgação

O assistente administrativo do PAM Salgadinho, Marcos Luiz, que perdeu dois irmãos para a Covid-19, foi o primeiro a receber a vacina CoronaVac da Prefeitura de Maceió. O Município iniciou a vacinação na manhã de quarta-feira (20), no PAM Salgadinho, no bairro do Poço, por volta das 09h45. A Central Municipal de Rede de Frio recebeu, na tarde de terça (19), a primeira remessa da vacina, que irá imunizar profissionais da saúde e idosos das Instituições de Longa Permanência (ILPIs). Serão 12.465 pessoas imunizadas nesta primeira etapa. “Eu gostaria de agradecer pela oportunidade. Só quem teve perdas tão próximas ou quem convive diariamente com essa doença pode perceber a extensão, a dor que ela pode causar nas pessoas queridas, amigos, colegas”, disse Marcos Luiz. O segundo a receber a vacina foi o servidor de 61 anos, José Maria da Silva, que se dedica há 39 anos, ao Sistema Único de Saúde (SUS). A terceira pessoa a ser imunizada foi a técnica de Enfermagem Pollyana Santos de Oliveira, de 44 anos, negra, lotada no Bloco I do PAM, que atua na vigilância da sífilis. Por último, foi o médico infectologista Reneé Oliveira, de 53 anos, concursado há 25 anos. “Uma coisa que estávamos esperando. Essa doença se mostrou extremamente grave e já ceifou a vida de mais de 200 mil pessoas. A vacina é fundamental para o controle da pandemia. Precisamos fazer com que todos os brasileiros tomem a vacina. É uma vacina segura e extremamente importante para o controle da pandemia. É fundamental que tenhamos a ideia de que não podemos deixar de usar a máscara, o álcool em gel, de fazer a higienização”. Os profissionais do Município e os idosos dos abrigos da capital alagoana serão vacinados nesta primeira fase, perfazendo um total de 12.465 pessoas imunizadas. “A rede municipal, a rede de atenção básica é muito importante, visto sua popularidade e força, logística para que o Município possa estar vacinando dentro da capital. Portanto, na medida em que os imunizantes cheguem para Maceió, nós já nos antecipamos e já nos preparamos para ter uma vacinação em massa. Nós organizamos nosso Centro de Frio, até o fim do mês, para 500 mil imunizantes. Hoje estamos, claro, com a dose insuficiente, mas que já nos dá a esperança para iniciarmos a vacinação com as unidades que têm o maior contato com essa carga viral, ou seja, as unidades que estão no combate à Covid. Temos que proteger quem está na linha de frente e os idosos dos abrigos”, enfatizou o prefeito JHC (PSB).

Mais matérias desta edição