Gazeta de Alagoas
Pesquise na Gazeta
Maceió,
Nº 5749
Abastecimento

ESTADO INAUGURA 18KM DE GASODUTO ENTRE C. UNIVERSITÁRIA E C. DAS ALMAS

Expansão vai substituir as tubulações existentes no Mutange e Pinheiro, que serão desativadas

Por Da Redação | Edição do dia 09/07/2024

Matéria atualizada em 09/07/2024 às 23h22

O governo do Estado e a Algás inauguraram ontem 18,3km de rede de gás natural canalizado, ligando o bairro de Cidade Universitária até Cruz das Almas. A expansão vai substituir as tubulações existentes no Mutange e Pinheiro, que serão desativadas, uma vez que estão localizadas nas regiões afetadas pela atividade de mineração da Braskem.

O Governador Paulo Dantas destacou que a iniciativa é um esforço para garantir segurança, acesso a energia limpa e sustentável e desenvolvimento social e econômico no Estado.

Paulo ressaltou que o empreendimento beneficiará 150 mil unidades de consumidores e ampliará a vazão de gás natural, que passará dos 150 mil/m³ para 280 mil/m³. O governador sinalizou ainda que a distribuição será expandida para os litorais Norte e Sul e também para o Sertão alagoano.

“Investir no sistema de rede gás natural será fundamental para ampliar e garantir a oferta de energia limpa e segura para todo o estado”, destacou.

O Governador afirmou que Alagoas é um dos estados que possuem considerável potencial de fontes renováveis, a exemplo das matrizes energética solar, eólica, biomassa, metanol, hidrogênio e hídrica. “Alagoas tem noventa por cento de matriz energética limpa. No acordo bilateral realizado entre Brasil e França, o setor privado da França deverá fazer investimento em Alagoas para estocar gás natural”, disse.

Além dessa promoção e estímulo ao uso de energia renovável, Paulo destacou ainda as ações de proteção ao meio ambiente, através de políticas públicas de preservação. “Alagoas é o primeiro estado a zerar os lixões a céu aberto. Estamos há oito anos com desmatamento zero na Mata Atlântica. Criei o Bioma da Caatinga e fiz o primeiro leilão o marco regulatório de saneamento básico. E vamos garantir em breve a oferta total de água e saneamento em quatro municípios”, disse.

O diretor-presidente da Algás, Ediberto Omena, disse que estão sendo investidos R$ 21 milhões nos 18,3 quilômetros de dutos de aço para a distribuição do gás natural. “Esse é um marco significativo na distribuição de gás natural no estado, e reafirma o compromisso com a segurança, eficiência e sustentabilidade na prestação do serviço. Além disso, mostra o comprometimento com o meio ambiente, uma vez que reduzimos a emissão de carbono”, disse.

Ediberto disse que, entre os beneficiados, estão os moradores e os setores da indústria e do comércio, com mais volume de gás canalizado.

“A extensão da rede de gás natural canalizado é um anel que sai da Cidade Universitária, passa pela Via Expressa, Barro Duro, Clima Bom, Jacintinho e termina em Cruz das Almas. O formato é de anel para não haver obstrução e evitar um possível colapso e interrupção no fornecimento do gás”, destacou.

Mais matérias desta edição