Gazeta de Alagoas
Pesquise na Gazeta
Maceió,
Nº 4227
Rural

Mais Leite fatura R$ 560 mil

Leilão democratizou uma das melhores genéticas produzidas no Nordeste

Por Editoria do Gazeta Rural | Edição do dia 09/11/2019

Matéria atualizada em 08/11/2019 às 23h49

Mais Leite comercializou 55 lotes das principais raças produtoras de leite
Mais Leite comercializou 55 lotes das principais raças produtoras de leite - Foto: Divulgação
 

O Leilão Mais Leite levou para  o recinto de remates do Parque da Pecuária, em Maceió, no domingo, 03, produtos  gir leiteiro e girolando com a cabeceira da produção nordestina do setor leiteiro, promovido pelos criadores Domício Silva, Paulo Amaral, Alexandre Oiticica  e Agropecuária Pereira. A edição comercializou 55 lotes,  arrecadando  R$ 566.400,00.

Em números gerais, o Mais Leite  negociou animais  com média de R$ 9.400,00.  A batida do martelo foi dada para  62 fêmeas  e  um macho, além da venda de dois sêmens. O lote composto pela fêmea EMA SOVEREIGN DA JJPZ foi arrematado por R$ 24.000,00.

Segundo o criador Alexandre Oiticica, o remate democratizou uma das melhores genéticas produzidas no Nordeste. “Todo nosso aporte genético foi disponibilizado ao mercado, transferindo um das genéticas mais atuais e  eficientes da pecuária. O remate é conhecido por não poupar animais,  por isso colocamos animais produtivos, corretos morfologicamente e prontos para servir”,  ressaltou  Oiticica.

Segundo Domicio Silva, o Mais Leite promoveu um grande encontro da pecuária leiteira. “Nosso leilão vem desempenhando essa função integradora. Recebemos grandes criadores e produtores rurais  que vão começar o rebanho com nossa genética”,  destacou.

Mais matérias desta edição